Aguarde...

ACidadeON

Esportes

Sensação da NBA tem carreira musical paralela e atinge milhares no Spotify

| FOLHAPRESS

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Eleito na temporada passada o jogador que mais evoluiu na NBA, Victor Oladipo segue como uma das sensações da liga em 2018-2019. Entretanto, engana-se que o ala-armador do Indiana Pacers cresceu o seu jogo somente com uma rotina integral de basquete. Como forma de relaxamento e entretenimento para si próprio, o jogador divide-se com uma carreira musical e já atinge milhares de ouvintes no aplicativo Spotify.Na última sexta-feira (16), Oladipo lançou o single 'Drown', o terceiro somente neste ano na plataforma de streaming musical. A trajetória profissional do ala-cantor, que interpreta canções de R&B, começou no ano passado com o disco Songs For You, com sete faixas.Neste primeiro trabalho mais profissional, Oladipo conquistou fãs cativos e números até que expressivos para quem aparece mais dentro das quadras. A música 'Unfollow' passa das 800 mil reproduções somente no Spotify; no Youtube, a parceria com Eric Bellinger passa dos 2,4 milhões de views.Ainda no mesmo disco de estreia, 'Song for You', um cover do astro do soul Donny Hathaway, foi ouvida por 477 mil pessoas no Spotify até a última sexta-feira. 'OneDay', também do primeiro trabalho profissional do ala-armador do Pacers, ultrapassou 336 mil. O sucesso fez a NBA até se aproveitar do talento do camisa 4, que cantou na cerimônia de premiação da liga após a última temporada.A paixão pela música vem desde cedo. Oladipo começou a cantar como criança na igreja St. Joseph, em Maryland, e sempre se aproveitou da bonita voz – até para questões pessoais que fugiam totalmente de qualquer relação com uma carreira de artista."No colegial, eu costumava ir na casa do meu bom amigo Quinn Cook [atleta do Golden State Warriors] e mexer com isso. Eu cantava e ele fazia as batidas. Ele sempre dizia: ‘cara, você pode realmente cantar’. Apostávamos uns com os outros sobre várias coisas, como às vezes brincavam comigo: ‘aposto que você não consegue ir até aquela garota, cantar e conseguir o número dela’", relembra, em entrevista à revista Slam, especializada em basquete."Estávamos no cinema e havia essa garota. Disse a Victor que ele não poderia leva-la, e ele começou a cantar. Ele provou que eu estava errado, e eles ficaram. Íamos ao cinema todo fim de semana e ele sempre cantava para as garotas, e nunca vi uma rejeita-lo. Aproveitamento de quadra dele neste quesito é 95% ou 96%", diverte-se Cook, recordando da adolescência para a mesma publicação.O que era uma brincadeira ou até tática de flerte se tornou coisa séria quando Oladipo não está em quadra com os Pacers. O próprio ala se mostrou surpreso com a repercussão do trabalho como cantor. "Não posso mentir, eu fiquei chocado. Cantar é algo que simplesmente amo fazer, é um hobby e algo que me faz bem", acrescenta o jogador.A carreira musical serviu para impulsionar também a vida dentro de quadra. Desde o lançamento do álbum no ano passado, Oladipo cresceu e se tornou sensação na liga. O prêmio de atleta que mais evoluiu em 2018 só se ratifica nesta temporada em que os Pacers brigam pela melhor campanha do lado Leste.Individualmente, Oladipo acabou eleito o melhor jogador da conferência na terceira semana da NBA. Hoje a grande estrela dos Pacers, o atleta/cantor de R&B tem médias de 23,8 pontos, 7,1 rebotes, 4,9 assistências e 1,8 roubadas de bola por jogo, sendo o décimo neste quesito defensivo entre todos os atletas que disputam o campeonato de basquete mais badalado do planeta

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários