Aguarde...

ACidadeON

Esportes

Pablo tenta ser o artilheiro do São Paulo, que sofre com falta de atacantes

| FOLHAPRESS

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Com a saída de Diego Souza, o torcedor viu mais um atacante deixar o São Paulo pouco tempo depois de chegar com pompa ao Morumbi. Nos últimos anos, o clube tem sofrido para conseguir firmar um goleador no elenco. Por diferentes motivos, Alexandre Pato, Calleri, Lucas Pratto e o próprio Diego Souza não completaram mais do que duas temporadas cada pelo Tricolor. Agora, quem tenta acabar com essa sina e trilhar a sua história é Pablo. "Eles não conseguiram se firmar porque saíram, ou foram vendidos. Enfim, responsabilidade todo mundo tem no São Paulo, não só eu como atacante. Todos no time têm a suas obrigações. Espero construir a minha própria história aqui. Esses jogadores fizeram muitas coisas positivas pelo São Paulo e espero alcançá-los", disse Pablo. Desde a saída de Luís Fabiano, em 2015, o jogador que apresentou melhor média de gols foi Calleri, que ficou apenas seis meses no Morumbi. O argentino balançou as redes 16 vezes em 31 partidas - 0,51 tento por confronto. Na ocasião, o atacante fora emprestado e, após curta passagem e boa campanha na Libertadores, foi para o West Ham, da Inglaterra. Destaque do Athletico-PR em 2018, Pablo fechou acordo com o Tricolor paulista até o fim de 2022. Neste ano, ele disputou dez partidas oficiais e marcou quatro gols - média de 0,4 por jogo. Por isso, é uma das esperanças para o clássico deste fim de semana, com o Palmeiras. No entanto, ele sabe que o time não vive um momento positivo e, por isso, também apresenta dificuldade na hora de concretizar as oportunidades. "Acho que ansiedade é a palavra. A gente precisa se controlar mais. Temos de melhorar ofensivamente. Sabemos que isso [derrotas] tem acontecido há algum tempo no São Paulo em termos de clássicos. Temos de mudar essa chavinha. Sabemos que o Palmeiras tem uma qualidade incrível, mas nós também temos a nossa", afirmou Pablo. No último sábado, no Pacaembu, o São Paulo ficou apenas no empate por 1 a 1 com a Ferroviária, com um gol de Hernanes. O tricolor somou mais um ponto na tabela do Paulistão e está no segundo lugar do Grupo D. O Ituano, também com 14 pontos, lidera a chave pois leva vantagem nos critérios de desempate.

Mais do ACidade ON