ACidadeON

Esportes

Após ganhar liminar e ficar livre do Fluminense, Scarpa acerta com o Palmeiras

futebol Palmeiras Fluminense Gustavo Scarpa

| Estadao Conteudo

O Palmeiras acertou a volta do meia Gustavo Scarpa. O jogador fez exames médicos e assinou contrato com o clube nesta quarta-feira. O acordou ocorre dois dias depois de o atleta conseguir uma liminar junto ao Tribunal Superior do Trabalho (TST), em Brasília, que o liberou do vínculo com o Fluminense.

Gustavo Scarpa, de 24 anos, estará à disposição do técnico Roger machado já nesta quinta-feira, quando o elenco treina na Academia de Futebol, em São Paulo, antes da viagem para o Panamá. "Para vencer a concorrência de times do exterior, o presidente Maurício Galiotte e a diretoria de futebol não mediram esforços e garantiram o retorno do meia ao Maior Campeão do Brasil", disse o Palmeiras, em comunicado no site oficial do clube.

O jogador está sem jogar desde maio, quando foi proibido pela Justiça de atuar tanto com a camisa do Palmeiras quanto com a do Fluminense.

A novela que envolve o meia e as equipes começou em dezembro do ano passado, quando ele processou o time tricolor carioca, pedindo rescisão do contrato ao alegar atrasos em direitos trabalhistas. Em janeiro, o clube quitou os débitos para evitar a ação, mas o processo continuou tramitando.

Ainda em janeiro, após alguns andamentos judiciais, o Palmeiras anunciou a contratação do atleta. Em 4 de fevereiro ele estreou. Em 15 de março, desembargadores do TRT-RJ cassaram a liminar que liberava Gustavo Scarpa para assinar com outro clube. Em maio, depois de alguns recursos, o jogador ficou proibido de atuar tanto pelo Palmeiras quanto pelo Fluminense.

E o capítulo mais recente desse imbróglio judicial aconteceu na última segunda-feira, quando Gustavo Scarpa ganhou liminar que o liberou do Fluminense. A defesa do atleta argumentou que ele estava sendo obrigado a trabalhar pelo empregador contra a sua vontade, o que caracterizaria uma violência psicológica, além da dívida de R$ 735 mil, referentes a atrasados do FGTS, direitos de imagem, 13.º, férias e salários.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários