ACidadeON

esportes

Tunísia vira e volta a vencer em Copas do Mundo após 40 anos

Seleção do Panamá saiu na frente, mas a Tunísia não se entregou e conquistou a vitória que encerrou longo jejum do País

| Folha Press

Jogadores do Panamá comemoram vitória de virada na despedida da Copa (Foto: Darko Bandic / Associated Press / Estadão Conteúdo)
 

A Tunísia guardou sua melhor atuação para o último jogo na Copa do Mundo e venceu o Panamá por 2 a 1, nesta quinta-feira (28), na Arena Mordovia. Em jogo de eliminados do grupo G, os panamenhos saíram na frente com gol contra de Meriah, mas os tunisianos viraram com Ben Youssef e Khazri.  

É a primeira vitória tunisiana em Copas do Mundo desde 1978, ano em que o país estreou no torneio. Na ocasião, o México foi a vítima da seleção africana.  

Desde então, tinham sido três participações com um empate e duas derrotas em cada, mas a escrita foi quebrada nesta quinta-feira. Para o Panamá fica a mistura de sentimentos: orgulho pela primeira vez na Copa e desapontamento pela virada sofrida.  

A Tunísia mostrou seu melhor futebol nesta Copa do Mundo, aproveitando a fragilidade do Panamá no meio-campo. Conseguiu entrar na área adversária com certa frequência e foi superior ao longo de toda a partida. Chamou a atenção a boa troca de passes nos lados do campo, que abriu a defesa panamenha e criou espaços.  

Os 20 minutos iniciais foram dos tunisianos, que em dois cruzamentos levaram perigo ao gol de Penedo. Primeiro, o desvio de Ben Youssef não tomou a direção do gol. Depois, Bedoui cabeceou no cantinho e obrigou o goleiro panamenho a se esticar. A esta altura o Panamá não conseguia se encontrar, dava a bola ao adversário e tinha dificuldades para dar velocidade aos seus ataques.  

O jogo tinha mais a cara da Tunísia quando o Panamá saiu na frente. A seleção centro-americana encontrava problemas para chegar à área adversária, mas usou a bola parada para avançar. Após falta no meio-campo, a seleção foi inteira à frente, fez número e conseguiu ganhar dois rebotes seguidos. No segundo, o chute de José Rodríguez desviou em Meriah e entrou. 

Voltando do intervalo com mais iniciativa, os tunisianos empataram em cinco minutos. A jogada foi toda trabalhada entre as linhas de marcação do Panamá, que ficaram bagunçadas por um drible de Sliti. Ele encontrou Khazri na direita e viu o atacante cruzar para Ben Youssef empurrar a gol. O empate animou a equipe, que teria virado a partida no lance seguinte se Ben Youssef não tivesse perdido chance clara na frente do goleiro.  

A Tunísia conseguiu impôr seu ritmo ao jogo e, a partir daí, o segundo gol virou questão de tempo. Aos 20 minutos, Haddadi escapou pela esquerda e fez ótimo passe para Khazri aparecer às costas da zaga e completar. Mais um gol coletivo e bem construído.  

O Panamá ainda viu o empate perto em duas oportunidades. Aos 27min, Bárcenas acertou o ângulo com um chutaço da entrada da área, mas a arbitragem paralisou a jogada panamenha pois Tejeda teria feito falta em Meriah no instante anterior.  

A jogada foi polêmica, mas o árbitro Nawaf Shukralla não teve o auxílio do vídeo para rever ou confirmar a decisão do campo. Já nos minutos finais, uma bola cruzada quase rendeu o empate, mas a jogada foi interrompida por impedimento. 

Arte: Gaspar Martins / A Cidade

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários