Publicidade

Gravidez e bebê

Terceiro trimestre: uma fase de emoções confusas

Prepare-se para enfrentar um turbilhão de emoções e se debulhar novamente em lágrimas no terceiro trimestre da gravidez. E livre-se da culpa!

| ACidade ON -

Você se lembra do começo da gravidez, quando chorava de repente e por qualquer motivo? Pois prepare-se para enfrentar um turbilhão de emoções e se debulhar em lágrimas novamente neste terceiro trimestre. Por razões fisiológicas (o desequilíbrio hormonal) e emocionais (o nervosismo e as preocupações com a chegada do parto), as variações de humor voltam a consumir as gestantes no fim da gravidez. 



Com o cansaço e as noites mal dormidas, especialmente por não achar posição confortável para a barriga, é comum se sentir irritada, estressada, exausta e triste, às vezes tudo ao mesmo tempo! Chorar, portanto, é inevitável - e alivia, não se reprima.
 


Não se culpe, não se force! 


Como é a fase de maior ganho de peso, também não se cobre pelo novo corpo. Tudo o que você menos precisa agora é de culpa. E esteja preparada para não ter a mesma atividade sexual de antes - é normal. A maioria dos casais reduz o namoro e isso não quer dizer que seu parceiro tenha perdido o interesse. Se a falta de vontade é sua, não force. Mas lembre-se que o sexo ajuda a reduzir a ansiedade! 

 


Caso perceba, porém, que a dose de tristeza, as emoções negativas e o mau humor estão exagerados e vêm atrapalhando os seus afazeres diários e os relacionamentos neste terceiro trimestre, não hesite em procurar orientação médica. A depressão pode atingir as futuras mães no final da gestação. Mas, diagnosticada e tratada com rapidez, não causa maiores danos a você ou ao bebê. 

 


Quer saber mais? Assine a newsletter de BabyHome e receba toda semana mais dicas sobre como o seu bebê está se desenvolvendo. É rápido e grátis.

Mais notícias


Publicidade