Aguarde...

Lazer e Cultura

Carlinhos Maia diz que cultura do cancelamento é uma 'palhaçada gigantesca'

| FOLHAPRESS

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Carlinhos Maia, 28, é um dos principais nomes quando se trata de internet. E nesta terça (19), o humorista alagoano participa do programa Luciana By Night (RedeTV), exibido às 23h30, em que um dos assuntos é a famigerada ''cultura de cancelamento na web''. Para o humorista, seguido por mais de 16 milhões de pessoas, tal ato que se refere a boicotar alguém por alguma declaração ou atitude, é uma "palhaçada gigantesca". De Penedo, interior do Alagoas, Maia conta, durante o bate-papo virtual com Luciana Gimenez, que aprendeu a ter noção do peso das suas declarações. "Não estava acostumado. Sou um cara do interior, não terminei os estudos. Dava uma opinião e, quando ia ver, tinha tomado uma proporção maior. Precisei parar e entender que minha voz, hoje, é uma voz ativa e vai reverberar de diversas maneiras", comenta. "Hoje não me atinge mais", diz Carlinhos Maia sobre as críticas. "Uma fala errada vale por todas as coisas boas da vida inteira? É uma desconstrução diária", completa. Em meio a pandemia do coronavírus, Maia cumpre a quarentena em sua mansão ao lado do marido, Lucas Guimarães, com quem se casou em 2019. Na entrevista, o humorista comenta sobre os planos de aumentar a família e os problemas que tem enfrentado durante o isolamento. Ele diz que sua criatividade quase ''foi para o ralo" durante a quarentena. "Precisei me reinventar. Há mais de cinco anos eu não passava tanto tempo dentro de casa. Estava sempre viajando, fazendo shows, campanhas. Quando me vi sozinho, com o Lucas [marido], eu disse: 'Ferrou.'" Segundo Carlinhos Maia, seu esposo deseja mais filhos do que ele. "O Lucas quer muito mais que eu. (...) Ele é todo meigo, adora uma criança. Mas quero ter filhos, sim. Quero adotar porque tem gente demais sobrando no mundo para a gente adotar e dar amor", completa.

Mais do ACidade ON