Aguarde...
Mundo dos Bichos

CIÊNCIA

Tubarão branco colossal e canibal

Tubarão branco colossal e canibal teria devorado outro tubarão branco na Austrália, você tem ideia de quanto chega a medir esse animal?

| ACidade ON

A Austrália costuma ser conhecida como o lar de animais gigantescos, fama que acaba se provando verdadeira em diversas ocasiões. Em junho de 2014 foi possível testemunhar uma delas, quando pesquisadores australianos alegaram a existência de um colosso dos mares.

 Os cientistas realizavam estudos com tubarões brancos, considerados os maiores predadores aquáticos. O rastreador de um desses animais, porém, foi misteriosamente encontrado em uma praia qualquer. Alpha, como o tubarão era conhecido, tinha três metros de comprimento. 


Os dados do rastreador revelaram que a temperatura do tubarão havia se elevado de 7 para cerca de 26 graus. Logo após, o aparelho afundou para as profundezas do oceano até atingir 609 metros de profundidade, emergindo em seguida até o nível do mar.

Os fatos assombraram os pesquisadores, que concluíram com descrença que o tubarão havia sido comido por um predador ainda maior. Era a única justificativa para a elevação térmica, que coincidia com a temperatura interna do organismo de um predador.

Mistério Resolvido

Após cruzarem os dados, os cientistas concluíram que o único predador capaz de atacar um tubarão branco, de 3 metros de comprimento, seja outro tubarão maior ainda. Ou seja, o predador foi outro tubarão branco, chamado de "tubarão branco colossal e canibal" com cerca de 4,8 metros de comprimento e pesando cerca de duas toneladas. Alpha nadava em uma área dominada por outro grupo de tubarões, conhecidamente gigantes, o que pode ter ocasionado disputas por território ou que, simplesmente, o tubarão colossal tenha sentido fome e não tenha encontrado outra presa suficientemente grande.

Será mesmo?

O cineasta Dave Riggs, responsável pela produção de um documentário sobre tubarões brancos em 2004, discorda da conclusão dos cientistas. Para ele, o tubarão canibal deveria ter cerca de 9 metros de comprimento para poder engolir uma presa de tal magnitude. No fim das contas, o mistério permanece, assim como a fama da Austrália de ser um berço de gigantes.    

Confira:

Texto: André Guedes da Costa