Publicidade

mundodosbichos

Conheça os benefícios do uso medicinal da cannabis em pets

Já pensou em tratar o seu pet com óleo de cannabis? Muitos tutores estão aderindo ao medicamento e já notam ótimos resultados

| Mundo dos bichos -

O uso medicinal de derivados de maconha é uma prática muito comum e discutida em todo o mundo. No Brasil, desde 2020 a Anvisa - Agência Nacional de Vigilância Sanitária - regulamentou a fabricação e venda de produtos para uso medicinal nas farmácias brasileiras mediante prescrição médica. Mas o uso no mundo pet não é tão discutido e divulgado como o dos humanos. 
 

Com o crescente número de pesquisas, o uso de cannabis medicinal em animais se difundiu pelo universo veterinário e está cada vez mais popular entre os tutores. O canabidiol pode ser utilizado em casos comportamentais e também de saúde como epilepsia, câncer, inflamações, artrose, dores crônicas e também em fase terminal. 

 

 

A veterinária Veridiana Soares explica que existem mais de 500 componentes químicos presentes na cannabis. O CBD (canabidiol) e o THC (Tetra-hidrocanabinol) são os dois fitocanabinoides mais conhecidos, mas existem mais de 150 já descobertos. Mas qual a principal diferença entre eles?


"O CBD tem indicação terapêutica para algumas patologias e sintomas como controle de dor, inflamação, em algumas condições neurológicas, casos de tumores e em questões comportamentais como agressão, ansiedade e traumas. E é importante ressaltar que o canabidiol não tem efeito de alteração no sistema nervoso central. Já o THC geralmente é visto como vilão da história por ser um fito canabinoide com efeito psicoativo. Mas a sua ação vai muito além disso, por exemplo, nos casos de tumores, o THC tem maior efeito antitumoral e ainda pode reduzir as possibilidades de metástase. Além disso, o THC tem uma grande ação anti-inflamatória, analgésica, imunorreguladora, tem ação bactericida, e diferente do que a maioria das pessoas pensam, tem ação neuroprotetora e faz neurogênese, ou seja, ajuda na produção de novos neurônios". - explica a veterinária. 

 

Seu pet está com muita queda de pelos? conheça causas e tratamentos 



Entretanto, Veridiana ressalta que o uso de substâncias isoladas não proporciona ao animal todos os benefícios da planta como um todo. Existem no mercado os óleos de cannabis do tipo full spectrum, que possuem diferentes concentrações de THC, CBD e demais componentes. A veterinária ressalta que ao utilizar esse tipo de medicamento, além dos fitocanabinoides também há a ação de terpenos e flavonoides, cada composto tem a sua característica, então além de potencializar os efeitos terapêuticos, também diminui os efeitos colaterais que podem surgir, como por exemplo, a ação psicoativa do THC. Esse efeito, que ocorre devido a sinergia das substâncias presentes na cannabis, é denominado de efeito comitiva ou efeito entourage.


O uso medicinal e o tabu

Apesar do uso medicinal de derivados de cannabis por humanos enfrentar diversos entraves na Anvisa, o uso em animais não é afetado pois quem regula o trabalho dos médicos veterinários é o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e quem a fiscaliza é o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV). O estatuto dos profissionais permite que eles adotem quaisquer tratamentos que julguem eficazes. 

 

Os pets precisam de suplementação?

"A proibição do uso terapêutico da cannabis é um erro histórico e sem tamanho. Não há base científica para isso, pelo contrário, a própria Organização Mundial de Saúde orientou a Organização das Nações Unidas a retirar a cannabis da lista de substâncias proibidas. Ela foi mantida como substância controlada, incluindo seu uso medicinal. No Brasil ainda temos muitas restrições para a liberação de estudos, então a grande maioria dos artigos e pesquisas científicas não são em português. Israel é o país que lidera as pesquisas da substância atualmente." comenta Veridiana Soares.

A médica veterinária também explica que a maioria das pesquisas sobre o uso de cannabis em humanos são realizadas em animais. Até onde sabemos todos os animais vertebrados já estudados possuem o sistema endocanabinóide e não há grandes variações entre eles. Este sistema é responsável por promover a homeostase do nosso organismo, ou seja, a capacidade de manter o corpo em equilíbrio.
 

 


Como funciona a prescrição para os pets?

Veridiana comenta que a prescrição do óleo de cannabis na veterinária tem aumentado bastante já que o tratamento está se tornando popular. Ela explica que, por ser conhecida por prescrever este tratamento especializado, muitos tutores a procuram para saber mais sobre os benefícios e efeitos da cannabis nos animais.

"Quando eu atendo um caso em que há a indicação terapêutica e o tutor não tem conhecimento do uso do cannabis eu sempre sugiro, explicando todos os benefícios, a parte da legalidade do tratamento, os possíveis efeitos colaterais, e também, a importância e obrigatoriedade dos exames de controle regulares que precisamos fazer para comprovação da eficácia." - explana a médica. 

A vermifugação deve fazer parte da rotina dos pets? Saiba mais!

Ela comenta que alguns tutores iniciam o tratamento com seus pets sem acreditar muito que ele irá funcionar, mas se surpreendem quando notam o bem estar e a melhora na qualidade de vida dos seus animais.

Se você tem dúvidas sobre o uso e os benefícios do tratamento, procure um médico veterinário especializado. Também é possível consultar mais informações na Associação PetCannabis (@petcannabisassociacao) e também no instagram da médica veterinária Veridiana Soares (@veridianavet).




Mais notícias


Publicidade