Publicidade

no pé do café

Como lidar com a seca na lavoura?

Sabemos que o clima está sendo um fator ameaçador para as fazendas e os cafeicultores. Saiba como se adaptar a essa nova realidade.

| No Pé do Café -

 

Nos últimos dois anos, a seca vem crescendo. Sem previsões de chuva, a duração desse clima fica incerta, preocupando os cafeicultores. Os prejuízos são muitos, como a redução do crescimento vegetativo e a incidência maior de pragas e doenças em cima da planta que já está sofrendo com a seca. Portanto, todo esse contexto acaba impactando a produção. 

Com uma recuperação lenta, uma única chuva não é o suficiente para a melhora da lavoura. Para a restauração completa levaria pelo menos três anos com condições climáticas normais. 

Seguindo esse cenário, temos algumas possibilidades para enfrentar esse período, como a instalação de um projeto de irrigação, manejo de poda e arborização no café. E claro, a boa conservação do solo, criando uma boa estrutura para a planta, pois o segredo também está na parte interna.
A arborização também é uma sugestão para enfrentar esse período, porém, deve ser algo bem planejado, ou seja, para um bom resultado, o cafeicultor deverá equilibrar a sua lavoura, fazendo linhas de café e linhas de árvores alternadas. 

O que também ajudou os cafeicultores nesse período de seca foi a instalação de ensaios de lâminas de irrigação. Essa opção minimiza os prejuízos que o clima causa para as plantações. Já que para obter uma irrigação de qualidade, devemos ter uma distribuição de água pelo sistema e ele deve entregar a mesma quantidade de água ao longo da área irrigada. 

No caso da Fazenda Experimental da Fundação Pró Café, a instalação do projeto foi feita com várias lâminas. Com isso, pudemos observar os rendimentos positivos que esse processo teve na lavoura, os tipos de tratamento por ensaio são: 

50% de perda por evaporação, ou seja, a metade da água foi perdida, então, esse ensaio inicia o seu trabalho, contribuindo com uma parcela para amenizar o problema. 

Com 75% da perda, sendo uma porcentagem menor de falta de água, ela é muito importante para ajudar no processo de recuperação das plantas.
Irrigação de 100% da perda por evaporação, ou seja, esse processo repõe exatamente o que foi perdido na lavoura, tornando um cenário muito confortável, perdendo menos folhas e tendo um bom crescimento vegetativo. 

Parcela de 125%, sendo reposto uma porcentagem a mais do que foi perdida, dessa maneira, tendo um ótimo desenvolvimento na cafeicultura. 

Essas são algumas sugestões para amenizar os prejuízos causados pela seca, é fundamental o uso de manejos para enfrentar esse período sem chuvas.
  

  

Para outras informações, assista ao vídeo abaixo:



Mais notícias


Publicidade