Publicidade

no pé do café

Cafeicultor, como é seu fluxo de caixa?

Para ter controle da sua gestão financeira, aprenda a dominar

| No Pé do Café -

Sabemos que alguns produtores rurais acordam cedo todos os dias, trabalham muito e mesmo assim vivem apertados, com financiamentos. E você, que tipo de cafeicultor é?

EQUILIBRADO FINANCEIRAMENTE sem perfil empreendedor
Mesma quantidade de lavouras;
Faz pouquíssimos investimentos;
Evita gastos financeiros com muito rigor durante muitos anos;
Dificilmente estará em aperto financeiro;
Não investe de forma significativa em produtividade e aumento de áreas e lavouras.

Vantagem: estabilidade.
Desvantagem: não há crescimento, pode perder competitividade ao longo do tempo devido a mudanças tecnológicas.

EMPREENDEDOR
Adapta-se as inovações tecnológicas;
Investe na cafeicultura pensando em aumento de produtividade e no crescimento de área.

Vantagem: manter-se competitivo aumentando as chances de melhorar sua condição financeira.
Desvantagem: se não houver controle, excesso de gastos. 

Fluxo de caixa

Independente do seu perfil como produtor, é importante ter controle sobre seu fluxo de caixa para não passar apertos.

Portanto, o modo como você trabalha com seu dinheiro mês a mês e ao longo dos anos importa. O fluxo de caixa pode ser seu vilão ou aliado.

A cafeicultura tem o equilíbrio mais complicado, visto que a produção acontece apenas uma vez ao ano. Dessa forma, o produtor consegue fazer dinheiro uma única vez e precisa distribuí-lo bem durante todo o ano.

Sobretudo, porque o produtor, além de pagar o custeio no banco, os financiamentos e juros, tem a retirada para seu o sustento e o de sua família. Devido a essa complexidade, alguns cafeicultores, por não fazer um controle eficiente do fluxo de caixa, optam por alternativas como a produção de leite, visto que é diária.

Como organizar o fluxo de caixa na cafeicultura

Se você é um pequeno produtor pode conseguir fazer o gerenciamento no papel, mas, conforme for aumentando sua atividade, é essencial que utilize planilhas eletrônicas.

A melhor sugestão é organizar, mês a mês o que terá de despesas e o que irá ganhar de dinheiro.

Encare sua fazenda como uma empresa e tenha profissionalismo.
Portanto, comporte-se como um empresário e assim terá mais chances de sucesso.

Para isso, quanto mais organizado e disciplinado você for, mais facilidade terá em prever despesas e receitas futuras. Dessa maneira, tomará a decisão certa e segura; agindo com sabedoria para priorizar os gastos financeiros e, assim, evitando armadilhas e gastos com o que não deve e/ou na hora errada.

A partir disso, seus resultados serão em caixa e melhora da sua atividade e qualidade de vida.

Para este gerenciamento é importante saber algumas regas como:

- Separar o que são gastos da atividade dos investimentos;
- Separar o que são financiamentos dos juros;
- Estabelecer critérios para fazer a retirada financeira da sua vida e da sua família;
- Custeio e retirada do banco é apenas para os gatos da atividade em relação à produção;
- O investimento deverá ser feito com a sobra do dinheiro que está no banco;
- Jamais tirar dinheiro de custeio ou financiamento no banco e não aplicar na cafeicultura.

Por isso não se esqueça da importância de cuidar do fluxo de caixa e da sua fazenda ou sítio, afinal cuidar das finanças vai te livrar de muita dor de cabeça.

Já preparou sua planilha deste ano? A explicação completa sobre o fluxo de caixa na cafeicultura você pode conferir em: 



Mais notícias


Publicidade