Vertical Adventures apresenta

bora ligar o modo on
em nossas aventuras


Publicidade

on adventure

50 anos do homem no espaço: exposição traz mais de 300 itens de missões da NASA

Exposição em São Paulo em comemoração aos 50 anos que o homem pisou na Lua traz mais de 300 itens de missões realizadas pela NASA.

| ON Adventure -

  

Para quem gosta de aventura no espaço ou sempre sonhou em ser astronauta quando era criança, esta novidade vai agitar os ânimos! Uma exposição organizada pelo Santander e Ministério do Turismo, chamada Space Adventure. 

 Com mais de 300 itens inéditos de missões da Nasa, a nova exposição Space Adventure ocupa uma tenda de 2 800 metros quadrados no estacionamento do Shopping Eldorado e tem um "anexo" com dez itens exibido no Farol Santander.  

Os itens vão de roupas do astronauta Buzz Aldrin a câmeras e ferramentas que estiveram na Lua, reunindo itens cedidos pelo Museu Cosmophere, em Kansas. Esta é a primeira vez que há uma exposição deste gênero na América Latina.
O organizador Rafael Reisman contou como vem sendo a exposição. "Temos até o molde da mão de Neil Armstrong, usado para criar suas luvas, além de itens que estavam na Apollo 11, aparelhos que filtravam o ar dentro dos pequenos módulos e o cardápio completo dos astronautas". De acordo com ele, o evento levou cerca de quatro anos para ser planejado. "Mas a ideia surgiu há nove anos, quando fizemos uma exposição do Elvis Presley", relembra. "Na época, Priscilla Presley adorou o resultado e perguntou quais eram meus próximos planos Citei a Nasa e ela prometeu me ajudar a entrar em contato com eles." 

Luvas e capacetes usadas na missão espacial à Lua - Imagem: Space Adventure
Outros itens que fazem parte do acervo do local são botas, capacetes, uma sopa de galinha (parte do cardápio dos astronautas) e a bandeira que Charles Duke levou para a superfície da Lua.

Curiosidade

Charles Duke foi o piloto do Módulo Lunar Orion, na missão Apollo 16, em 1971, ano em que permaneceu cerca de 20 horas em solo lunar coletando quase 100 quilos de rochas e realizando diversas experiências científicas na área mais geograficamente acidentada da Lua. "Temos até a mesa de controle de Houston, com o relógio que fez a contagem regressiva para a decolagem."  

Mesa de controle do CAPCOM, em Houston, usada na missão à Lua
Em 1969, Duke foi o CAPCOM o profissional da NASA que se comunica em tempo real com os astronautas no espaço durante as missões. No programa Apollo 11, direto da base localizada em Houston, suas primeiras palavras a Neil Armstrong e Buzz Aldrin, assim que eles avisaram que pousaram na Lua ("Houston, aqui Base da Tranquilidade. A Águia pousou.") ficaram famosas no mundo inteiro, através da transmissão de TV: "Entendido, Base da Tranquilidade, recebemos sua mensagem do solo. Vocês fizeram um monte de caras ficarem azuis por aqui. Já podemos respirar de novo. Muito obrigado".

Para mais informações, acesse spaceadventure.com.br

Exposição Futuro Espacial - Farol Santander SP

A exposição Futuro Espacial no Farol Santander São Paulo comemora os mais de 50 anos da conquista do espaço pelo homem, com a chegada à Lua e mostrando o presente, futuro e passado das missões americanas. As exposições também trazem um recorte sobre os projetos futuros - como o Programa Artemis, que vai realizar missões tripuladas para a Lua a partir de 2024.   

O espaço e sua infinitude de mistérios provoca a imaginação do homem desde os primórdios. Conquistar o cosmos é um sonho antigo, desde a década de 1960 a humanidade possui tecnologia para novas descobertas espaciais, e essa é a base do que pode ser vista no Futuro Espacial.

Lua e Marte representam os próximos grandes desafios da exploração humana do Sistema Solar. Você será envolvido por um ambiente tematizado mostrando os futuros projetos da NASA, emergindo em uma atmosfera lunar e marciana através de cores, texturas, sons e imagens.

A primeira parte da exposição é a Estação LUA . Montada no 23º andar do Farol, o piso ganhou um ambiente à meia luz, com som grave, cores frias, iluminação recortada, pisos e paredes adesivados com texturas, grafismo e painéis para remeter à atmosfera lunar. Há também um sistema de projeção mapeada que permitirá que, ao andar, o público deixe suas pegadas no chão, como se estivesse caminhando no satélite. 
Réplica Reduzida da Orion - A primeira nave do projeto Arthemis - Imagem: Space Adventure
Com fotos em altíssima resolução, os visitantes podem conferir uma réplica de três metros do Foguete SLS, que será usado em todas as próximas missões para a Lua e Marte. Também há uma réplica reduzida da cápsula de Orion (diâmetro de 1,40m), destacada com imagens no fundo em movimento, e uma da estação espacial Gateway. O traje especial do futuro também está exposto, com iluminação e espelhos, para que seja visto de todos os ângulos possíveis.  

Trajes espaciais - Imagem: Space Adventure


Painéis comparativos explicam ao público, através de vídeos, textos e telas sensíveis ao toque, as diferenças e semelhanças entre a missão Apolo 11, que levou o homem à sua primeira descida na Lua, e as futuras missões do Programa Artemis. Uma timeline mostra todas as etapas já realizadas e os próximos passos desse novo desafio.

A última ala da estação Lua se chama Dark side of the Moon e é um mosaico de vídeos, áudios e textos, mostrando um conjunto de obras em que o satélite foi utilizado como inspiração e referência para músicas, artes cênicas, visuais e literatura.  

Ambientação de Marte: Feita para transmitir a sensação de estar no planeta vermelho - Imagem: Space Adventure
A Estação Marte, montada no 22º andar, cria um ambiente que reproduz a saída de uma nave e desembarque na atmosfera quente do planeta vermelho sensação amplificada pelos tons terrosos e alaranjados, as paredes cobertas de imagens, as texturas rochosas e pedras espalhadas pelo cenário. Na entrada do salão um grande painel apresenta o programa Marte, da NASA, com as premissas e propostas dessa jornada, e uma timeline com imagens táteis e vídeos complementares que detalham o passado e o futuro dessa jornada. Suspenso, no meio de uma tela vazada, o público poderá conhecer o traje com que os astronautas irão explorar o planeta vermelho.

Um outro nicho abrigará ainda uma segunda vestimenta, apresentada com infográfico, desenhos técnicos e telas touch com descrição completa. Um dos principais desta ala é o Programa Artemis, que vai realizar missões tripuladas para a Lua a partir de 2024, levando inclusive a primeira mulher astronauta que pisará no satélite. O projeto também preparará o caminho para as primeiras missões tripuladas para Marte. Uma grande tela em formato cilíndrico, cujas imagens projetadas podem ser vistas tanto de dentro quanto de fora, mostram o futuro da colonização em outros planetas.

Outras telas resumem para o público o andamento do projeto o que já foi feito, o que ainda será, as missões programadas e a primeira missão tripulada para Marte, que deve acontecer em 2030.

Os visitantes ainda podem conhecer de perto os rovers, robôs ou jipes que podem se deslocar nas superfícies dos planetas colhendo material e informações. Os que estão expostos são réplicas dos que estão hoje sendo utilizados nas missões em Marte. 

Rover de pesquisa - Imagem: Space Adventure
A exposição termina com um olhar sobre outros projetos da NASA em andamento a Estação Espacial Internacional, maior laboratório espacial na órbita da Terra, considerado uma das maiores conquistas da humanidade; a criação do Insight Mars Lander, módulo de pouso já em uso em Marte desde 2018; o rover Curiosity, que funciona à base de energia nuclear; a sonda New Horizons, criada para explorar as fronteiras do nosso sistema solar; a sonda solar Parker, que fará uma órbita ao redor do sol; o telescópio Hubble, há 30 anos em órbita, entre outras ações.

Mais notícias


Publicidade