Aguarde...
ON Run

onrun

Correr na esteira ou na rua?

Entenda quais os prós e contras das duas formas de realizar a corrida

| Especial para ON Run

Correr na esteira ou na rua ? Crédito: Divulgação/Pixabay

Você que é corredor ou treinador sabe que há uma diferença enorme entre correr nas ruas e correr em uma esteira, porém alguns pesquisadores se preocuparam em observar essas diferenças além da percepção e, como nosso foco é a biomecânica, vamos abordar aqui alguns desses trabalhos.  

Esse interesse aparece em trabalhos mais antigos, como o realizado por Nelson et al. (1972), que comparou os aspectos biomecânicos de corredores em uma esteira e no solo. Os resultados mostraram que na esteira os avaliados apresentaram uma fase de suporte maior e velocidade vertical menor.  

Já em 2007, foi publicado um estudo que teve como objetivo comparar os parâmetros cinemáticos e cinéticos da corrida em esteira com os da corrida no solo. Em relação aos parâmetros temporais, Riley et al. (2007) observaram que a cadência foi significativamente maior e o tempo e comprimento da passada foram significativamente mais curtos ao utilizarem a esteira para correr.  

De acordo com os autores, isso influenciou os resultados dos parâmetros cinéticos que apresentaram um pico de força de reação maior quando correram em esteiras. Entre os parâmetros cinemáticos, os autores relataram que apenas o pico de flexão e extensão de joelho foi significativamente maior quando os corredores estavam em esteiras.  

Abbasi et al. (2020) tiveram como objetivo comparar a coordenação e sua variabilidade nos membros inferiores durante a corrida na esteira e no solo, correndo em velocidades diferentes.  

Após análise dos resultados, os autores sugerem que a corrida em esteira afeta os padrões de coordenação de segmentos durante as fases de apoio e balanço. Além disso, essas diferenças podem influenciar na biomecânica dos membros inferiores durante a corrida.

Mais do ACidade ON