Aguarde...
ON Run

onrun

O que é o princípio da individualidade biológica?

O princípio da individualidade biológica é um dos mais importante. Entenda qual o conceito e como pode ser aplicado no treino

| ON Run

O que é o principio da Individualidade biológica? Crédito: WA/Iaaf
Esse é um dos mais importante dos princípios do treinamento esportivo, pois é a base, nos faz entender que cada aluno é único e precisamos ter cuidado ao submeter nossos alunos a determinadas cargas de treino. Uma unidade de treino pode ser fraca para um aluno e pode ser demasiadamente forte para outro, por isso, entender esse processo é fundamental na hora de prescrever os treinos.  

Segundo Tubino (1984), "define-se individualidade biológica o fenômeno que explica a variabilidade entre elementos da mesma espécie, o que faz com que não existam pessoas iguais". Cada ser humano possui uma estrutura, uma formação física e psíquica próprias e, por isso, individualizar os estímulos de treinamento apresentaria melhores resultados, uma vez que seriam obedecidas as características e as necessidades individuais dos praticantes de esporte.   


Isso possibilita o entendimento de como crianças da mesma faixa etária, ou atletas da mesma especialidade, podem ter respostas diferenciadas frente a um mesmo tipo de treinamento. Pode-se, inclusive, chegar aos mesmos desempenhos por meio de atividades totalmente distintas.  

Cada indivíduo é único e, por isso, cada indivíduo traz para o esporte as suas próprias aptidões, capacidades e respostas aos estímulos do treino. Crianças e atletas diferentes irão responder de formas diferentes ao mesmo tipo de treino. Assim, não existe uma forma de treino ideal que produza resultados ótimos para todos.  

O professor/treinador precisa entender esses princípios e aplicá-los, respeitando os diferentes tempos de aprendizagem que os alunos apresentam para uma determinada tarefa, ou mesmo compreendendo a lentidão na melhora do desempenho de um aluno/atleta. Esse conhecimento deve englobar os vários fatores que afetam a organização do programa individual de treino, dentre os quais destacamos: a hereditariedade, a idade biológica e a idade de treino.