Aguarde...
ON Run

onrun

11 curiosidades e acontecimentos históricos sobre corrida de rua

Confira algumas curiosidades e acontecimentos históricos sobre a corrida de rua

| ON Run

11 curiosidades e acontecimentos históricos sobre corrida de rua. Crédito: Divulgação/Canva
De tanto observar a quantidade de pessoas de várias idades e biótipos realizando a caminhada e a corrida de rua, você não resistiu e resolveu começar?   

Pensando nisso, selecionamos abaixo algumas curiosidades e acontecimentos históricos sobre a corrida de rua, para te ajudar a entender um pouco mais sobre essa apaixonante prova que compõem a modalidade do atletismo.  

Uma das formas de nos manter firmes ou mais assíduos aos treinos é conhecendo um pouco mais sobre a modalidade ou tipo de atividade física que estamos praticando, afinal ler também é um exercício.

Curiosidades

Os atletas partem de uma linha escalonada para compensar o efeito da curva e garantir a mesma distância para todos os corredores.

A coordenação motora é essencial para o desenvolvimento do futuro atleta. Não se pode utilizar a força máxima de um músculo ou grupo muscular se a parte coordenativa não estiver equilibrada e saudável.

Embora a prova dos 200 metros seja mais longa do que a dos 100 metros rasos, os últimos 100 metros são percorridos com maior velocidade do que nos 100 metros rasos.

Nas provas de velocidade não é permitido invadir a raia ao lado; caso isso ocorra e fique caracterizado que houve prejuízo ou benefício para o atleta, o resultado não será homologado, e o atleta será desclassificado da prova.  

A portuguesa Fernanda Ribeiro conquistou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Atlanta e a de bronze nos Jogos de Sydney, na prova dos 10.000 metros.

Histórico

O atletismo, de certa forma, representa a síntese de todos os demais esportes, pois seus diversos movimentos implicados estão presentes em quase todas as demais modalidades esportivas. O salto, a velocidade e a agilidade são fundamentos básicos das modalidades do atletismo, assim como pressupostos para as outras diversas modalidades. Tais movimentos constituíram as primeiras formas de prática desportiva, pois são movimentos que se desenvolveram com o próprio surgimento do ser humano, que, nos primórdios de sua história, por questões de sobrevivência, aprendeu instintivamente a realizar tais esforços físicos.

O recorde brasileiro dos 200 metros, da categoria para menores de 16 e 17 anos, pertence a Jorge Célio da Rocha Sena, com a marca de 20s 92s, estabelecida em 09 de junho de 2002.

Michael Johnson ganhou cinco medalhas de ouro olímpicas e foi nove vezes campeão do mundo de atletismo. Ele foi o primeiro homem a vencer os 200 e os 400 metros rasos na mesma Olimpíada, realizando tal feito nos Jogos de 1996. Por essas razões, muitos consideram Michael Johnson como um dos maiores atletas de todos os tempos.

O primeiro recorde de que se tem notícia nos 200 m masculino é do britânico William Collett, que, em 24 de novembro de 1866, em Londres, correu as 220 jardas (201,16 metros) exatamente em 23s.

A grande melhora nos resultados dos atletas em competições é consequência da evolução da coordenação motora e técnica, aliadas a um trabalho que envolva todas as capacidades físicas.

Em virtude da quantidade e da qualidade de movimentos, o atletismo é considerado a base de todas as outras modalidades esportivas.