Aguarde...
ON Run

onrun

Veja como professora sedentária se tornou campeã da Corrida Integração

A professora de biologia, Luana De Andrade, iniciou na corrida de rua há 6 anos. Agora, campeã da Corrida Integração Campinas 2020, revela como conquistou o pódio

| Especial para ON Run

Professora de biologia conquista o primeiro lugar no pódio da Corrida Integração Campinas 2019. Crédito: EPTV
A corrida de rua é um esporte extremamente democrático, que com dedicação e treino adequado pode trazer resultados positivos, tanto para a saúde como em provas realizadas. Esse foi o caso da Luana Cunha De Andrade, 36 anos, atual campeã da Corrida Integração. Ela iniciou na corrida em 2014, incentivada por seu marido, Marcelo De Andrade, que já praticava a modalidade.  


A atleta conta que nunca havia corrido antes e, aos poucos, foi tomando gosto pelo esporte: "Eu fazia atividade física na adolescência, mas era algo como jogos escolares, natação, mas na corrida tive um início mais tardio", diz Luana, que também é professora de biologia e ciências.  

Professora de biologia conquista o primeiro lugar no pódio da Corrida Integração Campinas 2019. Crédito: Arquivo pessoal/ONRun
Mas nem tudo é fácil no começo, ela relata que no início não gostava de fazer os mesmos percursos e movimentos repetitivos, mas sempre ia em consideração ao marido. Depois de um tempo, a corredora foi percebendo os resultados, fazendo com que ela realmente se apaixonasse pela modalidade. "Perdi 15kg e a minha autoestima e humor melhoraram bastante. A corrida foi bastante democrática e acessível pra mim que estava parada a um tempo, trouxe muitos benefícios para minha saúde", afirma Andrade. 

Luana De Andrade participando dos treinos de corrida. Crédito: Arquivo pessoal.
A partir de 2017, ela passou a treinar performance para participar de competições, e atualmente a campeã da Corrida Integração Campinas, nos 5 km. "Essa corrida é muito especial pra mim, porque ela traz corredoras da região e é a maior corrida do interior de São Paulo. Eu treinei durante 3 anos para atingir o primeiro lugar do pódio". A campeã conta ainda que na primeira vez em que participou ficou em 5º lugar, na segunda vez conquistou o 3º lugar e na terceira vez foi a 1ª colocada. "É muito gratificante, porque você colhe todo o fruto do seu empenho, do seus treinos. Minha rotina de treino é aliada ao meu trabalho, eu não sou uma atleta profissional, sou professora é preciso encaixar os treinos na minha rotina", completa ela.  



De acordo com a professora de biologia, o segredo é justamente esse, ter disciplina e dedicação. A atleta segue uma planilha de treinos instruída pelo seu professor de corrida, realiza trabalhos de fortalecimento na academia com a orientação de um personal e segue uma alimentação balanceada. Além disso, para ela o apoio da família é fundamental, seus dois filhos e marido, que torcem e vibram com cada conquista.

Para o ano que vem, a campeã já tem planos: continuar treinando para manter seu título na Corrida Integração, participar de uma meia maratona feminina e continuar participando das competições.  

A história da Luana mostra que é necessário persistência e dedicação para alcançar o objetivo que se deseja, e que é possível começar agora para daqui a alguns anos colher os frutos e as conquistas do que foi plantado.  


Mais do ACidade ON