Aguarde...
ON Run

onrun

Do zero à meia maratona: confira como estilista evoluiu na corrida

Em menos de 5 anos de treino a estilista, Zulleika Beck, que começou do zero na corrida de rua, já correu duas meia maratonas

| ON Run

Do zero à meia maratona: confira como estilista evoluiu na corrida. Crédito: Arquivo pessoal/onrun
Raramente a corrida de rua é a primeira modalidade esportiva que uma pessoa pratica na vida. Apesar disso, é uma atividade que está presente em muitas outras que requer correr atrás da bola, por exemplo. Mas ao descobrir a corrida e tomar gosto, fica difícil parar e cada passo é sempre uma conquista alcançada. 

Zulleika Spina Beck, de 42 anos, conta que começou na corrida há 5 anos atrás de forma bem despretensiosa, incentivada pelo marido. Ela já frequentava o clube onde há treinos de corrida, mas na época praticava tênis e fazia pilates. Como era asmática, nunca havia pensado em fazer corrida, mas topou o desafio e iniciou as corridas junto com seu companheiro. "No início eu não conseguia fazer a aula inteira, chegava 7h10min da manhã e fazia até às 8h. Isso porque das 8h às 8h30min eu ia pra aula de tênis. Mas com o tempo percebi que eu precisava me dedicar a uma coisa só", relata a estilista.  



E o motivo da corrida de rua conquistar tantos adeptos, entre muitos outros, é o mesmo que conquistou Zulleika: o grupo que ela começou a fazer parte. "Comecei a fazer corrida com um grupo pequeno de pessoas de diversos níveis. Isso me inspirou muito porque o pessoal estava sempre conversando sobre corridas e as provas que iriam ter, contanto suas metas e os mais experientes sempre dão dicas", afirma a corredora amadora que acredita que ter uma meta ajuda a alcançar um objetivo.
Zulleika participou da meia maratona em Florianópolis, em 2019. Crédito: Arquivo pessoal.

Beck conta que começou realizando o percurso de 5 km junto com o marido, mas que quando evoluiu para os 10 km ele preferiu não acompanhá-la. Depois de um ano correndo, ela fez sua primeira São Silvestre, o que exigiu mais foco e resistência por ser uma prova de 15 km. "Fazer a primeira São Silvestre foi um desafio, pois eu só fazia corridas de 10, mas é muito boa a experiência de participar dessa prova e correr com outros atletas", descreve Zulleika.

No seu segundo praticando corrida, a atleta amadora correu a meia maratona de Floripa, pois por Florianopólis ser sua cidade Natal, ela queria realizar sua primeira meia maratona lá. Para isso, foi necessário um treinamento muito focado. "Fiquei em dúvida e insegura, pois era uma distância ainda maior do que eu estava acostumada a correr, mas decidi aceitar o desafio e me preparar seguindo as planilhas de treino, mudando a alimentação e passando a consumir alimentos que dão mais energia", diz a estilista que em 2019 fez sua segunda meia maratona e a prova de São Silvestre mais uma vez.  


Seus planos são de realizar mais três meia maratonas para preparar o corpo com longas distâncias e conseguir, com muito preparo e treino, correr uma maratona. O que é importante frisar nessa história é que, apesar de realizar outras atividades físicas anteriormente, Zulleika iniciou na corrida de rua do zero, chegando a correr uma meia maratona, o que reforça que com força de vontade, dedicação, orientação e treino correto, é possível alcançar seus objetivos.


Mais do ACidade ON