Aguarde...
ON Run

onrun

Treinamentos mais intensos podem melhorar a resposta à vacina contra Covid-19?

Confira o que estudos dizem sobre a relação entre a intensidade do treino e vacina

| ON Run

  

Treinamentos mais intensos podem melhorar a resposta à vacina? (Foto: Alexandre de Azevedo/CCS Ribeirão)
Durante muitos anos, a atividade esportiva foi focada única e exclusivamente na formação de atletas, e ao desempenho obtido por eles nas grandes competições. Mas com o passar do tempo houve aumento nas publicações científicas e avanços das pesquisas que relacionam os benefícios da atividade física e esporte para a saúde. A dúvida que fica é: no atual momento de pandemia e a chegada das vacinas como será a relação dos atletas com a vacina? Estarão por último na fila de prioridades por serem menos vulneráveis aos agravos a sua saúde, seja por questões biológicas ou mesmo pelo seu estilo de vida mais saudável?  

Pensando nisso fomos na literatura e achamos um estudo que relaciona a vacina com a pratica da atividade esportiva. Será que os atletas e pessoas fisicamente ativas, quando falamos de vacina, tem uma adaptação melhor quando comparados com sedentários?   


Os cientistas da Universidade Saarland, na Alemanha, e colaboradores de outras instituições focaram nesse grupo de atletas de elite onde a incidência de vacinação é relativamente baixa, em sua grande maioria justificado por atrapalhar o treino, ficar muito dolorido ou pelos possíveis efeitos colaterais da vacina. Mesmo assim, os pesquisadores conseguiram convencer um grupo de atletas competitivos a se vacinarem e participar do estudo.  

No estudo, foram recrutados 45 atletas jovens do alto rendimento e em boa forma física de ambos os sexos, e de diversas modalidades esportivas, entre elas corredores. Todos se encontravam no período competitivo na ocasião do estudo.
Os primeiros resultados sugerem que o treinamento com cargas intensas comum aos atletas melhora a resposta à vacina, dado muito importante. Vale destacar que os dados da pesquisa se referem à vacina da gripe, mas nos deixam otimista para o resultado da vacina da Covid19, em especial as vacinas que utilizam a mesma metodologia. Para o grupo controle foram selecionados 25 jovens saudáveis, mas não atletas  

Após todo o período do estudo, tendo como referência os marcadores bioquímicos do sangue, o grupo dos atletas tiveram uma adaptação mais eficaz a vacina, reforçando a importância da pratica da atividade física também quando se refere aos benefícios da vacina.  

Pratique saúde, invista em você e realize atividades físicas regularmente.    

Quer ler mais reportagem sobre vacina, clique aqui

Quer ler a reportagem completa, clique aqui:  Quer ler o artigo, clique aqui: