Publicidade

onrun

Estrelas do atletismo brasileiro são confirmados na São Silvestre

Grandes nomes do atletismo brasileiro irão marcar presença na 96ª edição da Corrida Internacional de São Silvestre. Confira quem são.

| ON Run -

Marílson dos Santos está entre as estrelas brasileiras do atletismo que correrão na São Silvestre 2021. (Foto: Agência Luz/ BMF Bovespa). 

O atletismo nacional contará com grandes campeões na 96ª Corrida Internacional de São Silvestre. A organização confirmou as presenças de atletas campeões da principal corrida de rua da América Latina: Emerson Iser Bem, campeão em 1997, e Marílson dos Santos, tricampeão e último atleta nacional a subir no ponto mais alto do pódio, em 2010. Ambos vão prestigiar a Prova neste momento de retomada e largarão junto ao público no ida 31.

Emerson Iser Bem teve resultados expressivos na carreira. Mas foi na São Silvestre que ele obteve sua mais importante conquista. Como se não bastasse vencer a tradicional disputa, ele derrotou o queniano Paul Tergat, maior vencedor da história da Prova brasileira com cinco títulos.

O brasiliense Marílson dos Santos tem o tricampeonato da São Silvestre, com vitórias em 2003, 2005 e 2010. Em seu currículo vencedor, o corredor ainda soma dois títulos na Maratona de Nova York e cinco medalhas pan-americanas, em quatro edições. 

Além disso, o paulista Daniel Ferreira do Nascimento, mais conhecido como Danielzinho, será mais um dos nomes fortes do Brasil na 96ª edição da Corrida Internacional de São Silvestre. Com status de revelação, ele vem conseguindo resultados expressivos e pode ser considerado candidato ao título da mais importante prova de rua da América Latina.

Danielzinho foi o melhor brasileiro da edição de 2019 da São Silvestre e representou o País nos Jogos Olímpicos de Tóquio. No começo de dezembro, ele terminou como nono colocado a Maratona de Valencia com o tempo de 2h06min11s, apenas 6s mais lento que Ronaldo da Costa, recordista mundial em 1998.

"Recebi o convite da organização e achei boa ideia", disse Danielzinho, sobre a participação na Corrida Internacional de São Silvestre. Ele vem treinando no Quênia e aproveitará a viagem ao Brasil para buscar a namorada Grazielle Zarri, atleta de fundo do Pinheiros.

Para os especialistas, Danielzinho, natural de Paraguaçu Paulista, é sério candidato a colocar o nome do Brasil no circuito internacional, recuperando o passado de grandes conquistas do atletismo nacional. Curiosamente, ele estreou em maratonas em 2021 ao registrar 2h09min05 em Lima, no Peru.  

Outros destaques são, no masculino, Ederson Vilela, ouro nos 10 mil metros nos Jogos Pan-Americanos do Peru 2019, Giovani dos Santos, seis vezes campeão da Volta Internacional da Pampulha, e Wellington Bezerra, 18º na Maratona de Hamburgo 2019.

Entre as mulheres, as principais esperanças são Grazieli Zarry, melhor brasileira (11ª) da última São Silvestre, Andreia Hessel, ganhadora da Maratona Internacional de São Paulo 2018, e Tatiele de Carvalho, cinco vezes campeã dos 10 mil metros no Troféu Brasil de Atletismo.


Mais notícias


Publicidade