Publicidade

onrun

O que você precisa saber antes de planejar correr a São Silvestre

Antes de começar a se planejar para correr a São Silvestre, é necessário ter em mente algumas dicas que separamos para você. Confira!

| ON Run -

Confira o que você precisa saber antes de planejar correr na São Silvestre. (Foto: Divulgação).
 

Como tudo na vida, precisamos nos preparar, pois só assim poderemos dar o nosso melhor para ter os reais benefícios que queremos ou ficar mais perto de realizar nosso objetivo. 

Para participar da São Silvestre não é e não pode ser diferente, é preciso dedicação para enfrentar os 15km e a temida Avenida Brigadeiro no final da prova. 

Não é apenas se inscrever e sair correndo, não é uma questão de pagar ou ter condições de pagar, pois assim como todas as corridas, a São Silvestre requer um pouco mais de dedicação, afinal é uma prova especial. Pelas ruas e avenidas por onde passa a prova já tivemos grandes atletas e muitas pioneiras, em especial as mulheres, já que na década de 90 uma brasileira conquistou o primeiro lugar. 

É preciso fazer o mais importante, que às vezes passa despercebido nas provas de 5 e até de 10km. A São Silvestre faz parte da nossa cultura e é o nosso maior patrimônio quando falamos de prática esportiva. Podemos até dizer que é uma festividade assim como o carnaval, que tem alegria, fantasias máscaras e claro, muita corrida. É uma prova para dizer que o ano foi muito bom e o próximo será ainda melhor. 

Mas fica o alerta: é importante se preparar! Se não se preparar para participar da prova, correrá o risco de não terminar e até finalizar e iniciar o ano dentro de uma ambulância ou no hospital. Parece exagero, mas acontece e a culpa certamente não é do percurso da prova, mas sim da sua preparação que ficou aquém ou muitas vezes não foi adequada para o desafio da prova. 


Corrida segura para a São Silvestre 

No dia da prova vem a parte mais fácil, é a hora de se divertir e fazer a parte mais tranquila, mas para isso é necessário passar pelo processo, ou seja, realizar os mais modernos e determinantes treinos. O treino ensina, te dá disciplina e faz você sentir na pele, literalmente, que vale a pena se dedicar, porque a recompensa vem. E vem em forma de sorriso e alegria por ter terminado a prova dentro do previsto e do que você foi capaz de se dedicar. 

A recompensa ao cruzar a linha de chegada é única e só quem fez o treino e seguiu as orientações têm o prazer de finalizar a prova com vontade de correr novamente por anos e anos. 

Muitas coisas e muitas fórmulas milagrosas são divulgadas nas redes sociais, em sua grande maioria sem conhecer o processo de adaptação ou minimamente os processos biológicos provenientes do treinamento esportivo, fazendo muitas pessoas ficarem à espera de um milagre. 

Fazer sempre as mesmas coisas, as mais fáceis ou que todos fazem, tipo treine leve e corra rápido, corra sem cansar, quem corre 10 corre 15 e até uma maratona, entre outras frases de efeito, vai te levar para lugares turbulentos e você poderá encerrar a sua carreira na corrida precocemente.  

Autoconhecimento necessário para um iniciante na São Silvestre 

A primeira coisa a ser feita quando você se expõe a um desafio, seja ele qual for, é se informar e entender o que é necessário para vencer ou ter mais chances de ser bem sucedido na sua escolha. Por exemplo, para passar em um concurso público você precisa saber o que estudar para ter mais chances de ser aprovado. 

Na São Silvestre não é diferente, no primeiro ano você pode até ir alegre junto com a galera, ou até com aquela gata ou gato que você está afim e quer impressionar. 

Mas ao final, você perceberá que é preciso um pouco mais de vontade e entusiasmo, pois a sua juventude não te dará um greencard para o sucesso, até porque você verá muitos jovens senhores de quase 80 anos seguindo firmes e fortes rumo a chegada. 

É preciso entender que a sua dedicação aos treinos é fundamental. É durante os treinos que tudo vai se ajustando e você vai ficando cada vez mais forte e confiante. 

Se estiver fazendo muito calor, você certamente estará mais adaptado, porque fez algumas unidades de treinos no mesmo horário da prova. Se precisar beber água no km 10, você saberá, porque durante o treino você percebeu essa necessidade. Se não dormir bem uma noite antes, saberá que não vai dar certo ou você terá mais dificuldade para treinar, e se for no dia da prova as chances de acontecer o mesmo são enormes. 

Se comeu demais ou exagerou na bebida, os treinos irão te dizer que você poderia ter pegado mais leve e em alguns casos vão te dizer que o melhor era não ter ido a festa e ter vindo treinar. 

Os treinos vão te ajudar a ter mais confiança em você mesmo e, principalmente, te ajudará a correr cada vez melhor e ter os reais benefícios provenientes da corrida! 


A importância de ter orientação e da relação entre atleta e treinador 

Conversamos bastante sobre a importância do treino e até fomos meio repetitivos, mas faltou dizer que a atividade física, para ser eficiente, precisa ter a presença de um profissional de educação física, em especial, um especialista em corrida.
Sabemos que muitas pessoas começam a praticar corrida sozinhos e, em alguns casos, sem orientação ou com orientação de autodidatas, pessoas que não tem conhecimento e usam suas experiências de atletas para orientar outros atletas. 

O ideal é iniciar com uma orientação, mas se você já iniciou e está se lesionando com frequência, não está evoluindo ou anda desmotivado com a sua corrida, certamente esse é o momento para procurar uma orientação especializada em corrida. Você não encontrará um atleta que tenha feito grandes resultados sem um treinador, pois essa parceria é determinante para o sucesso, não apenas no esporte, mas na vida. 

O treinador dedica sua vida a cuidar e descobrir os métodos e, principalmente, os meios que vão te levar a ter sucesso. A função do atleta é confiar, treinar e também cobrar caso não consiga bons resultados, afinal o fato de você procurar um treinador é justamente porque você quer melhorar, em especial nas demandas que você está com dificuldades e percebeu que sozinho não conseguirá atingir seus objetivos. 

Em alguns casos, essa parceria, esse casamento, dura muitos anos e até décadas. Os principais atletas brasileiros tiveram poucos treinadores, alguns tiveram na fase de alto rendimento e alto nível um único treinador por toda carreira e são os que detém os melhores resultados. Logo, essa parceria não tem relação apenas com questões de desempenho, mas também uma relação cognitiva, afetiva e até social.

Mais notícias


Publicidade