Avaliação negativa de Bolsonaro cai a menor nível desde 2021, diz Genial/Quaest Avaliação negativa de Bolsonaro cai a menor nível desde 2021, diz Genial/Quaest

Avaliação negativa de Bolsonaro cai a menor nível desde 2021, diz Genial/Quaest

Avaliação negativa de Bolsonaro cai a menor nível desde 2021, diz Genial/Quaest

A imagem do governo do atual presidente, Jair Bolsonaro (PL), recebeu a melhor avaliação da pesquisa Genial/Quaest desde que o levantamento passou a ser realizado, em julho de 2021. Mesmo com a melhora, o nível de rejeição de Bolsonaro é de 43%, ainda muito superior se comparado ao de outros presidentes que tentaram a reeleição.

No mesmo período em eleições anteriores, outros presidenciáveis receberam melhor avaliação, como é o caso de Fernando Henrique Cardoso, com 18% de rejeição em agosto de 1998, ou Dilma Rousseff com 24% em agosto de 2014.

Já Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que lidera as principais pesquisas para as eleições presidenciais de outubro, recebeu 22% de avaliação negativa em 2006, quando foi reeleito.

O comparativo foi divulgado pelo diretor da Genial/Quaest, Felipe Nunes, que afirmou perceber uma maior melhora da imagem de Bolsonaro com eleitores que recebem o Auxílio Brasil, e entre os que votaram nele em 2018: 57% de quem votou no candidato do PL nas últimas eleições avaliam que ele fez um ótimo/bom governo. Essa aprovação era de 45% no início do ano.

A nova pesquisa seguiu a tendência das anteriores, com Lula na liderança, dessa vez com 12 pontos de vantagem sobre Bolsonaro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

O diretor da Genial/Quaest ainda afirmou ter registrado a queda considerável da distância entre os dois candidatos. Ambos estavam separados por 17 pontos em maio, depois 16 pontos em junho, 14 em julho e 12 em agosto.

A pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta quarta-feira, 3, foi realizada entre os dias 28 a 31 de julho, com dois mil eleitores de todo o País, acima de 16 anos. A margem de erro é de 2 pontos porcentuais, para mais ou para menos e o nível de confiança e de 95%. A pesquisa está registrada na Justiça Eleitoral sob número BR-02546/2022.

Mais Notícias

Mais Notícias