Aguarde...

ACidadeON

Política

Alckmin limita verba a candidatos a governo pelo PSDB

eleições 2018 PSDB Alckmin fundo eleitoral

| Estadao Conteudo

Presidente nacional do PSDB e pré-candidato à Presidência, o ex-governador Geraldo Alckmin (SP) vai limitar a 30% do teto de gastos das campanhas estaduais o valor do repasse do Fundo Especial de Financiamento de Campanha - o chamado fundo eleitoral - para os 13 candidatos a governador da sigla. A medida, que será tema de uma reunião nesta terça-feira, 27, da executiva nacional do PSDB, em Brasília, desagradou aos aliados do ex-prefeito João Doria, pré-candidato ao Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

"São Paulo devia receber um valor proporcional à sua população. O Estado precisa de mais dinheiro que o Acre. Nesse pacote, os (deputados) estaduais não recebem nada. Estamos brigando para eles receberem também", disse o deputado estadual Pedro Tobias, presidente estadual do PSDB-SP.

As conversas sobre os repasses do fundo entre Alckmin e os tucanos paulistas têm sido tensas. Segundo interlocutores do ex-governador, a expectativa era que o ex-prefeito bancasse a maior parte dos custos de sua campanha, já que teria recursos pessoais para isso.

O teto de gastos em São Paulo é de R$ 22 milhões. Por este cálculo, Doria receberia R$ 6,6 milhões, valor considerado insuficiente pela equipe do ex-prefeito.

Na campanha à reeleição ao governo em 2014, por exemplo, Alckmin arrecadou R$ 40.394.953 e gastou R$ 40.394.332. A estimativa de integrantes da equipe de Doria é que uma campanha competitiva em São Paulo seria inviável com menos de R$ 20 milhões.

O ex-prefeito formou uma aliança partidária que lhe garantirá o maior de tempo de TV no horário eleitoral gratuito. Na prática, isso implica um alto custo com comunicação.

Cota

A justificativa no entorno de Alckmin para a redução no valor do repasse aos Estados foi a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de que as campanhas de mulheres deverão receber pelo menos 30% do volume total de recursos do fundo eleitoral - R$ 1,7 bilhão de dinheiro público. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

QUER CONTINUAR LENDO ESTE CONTEÚDO E MUITOS OUTROS? FAÇA SEU LOGIN OU CADASTRE-SE

Informe seu e-mail e senha cadastrados para ter acesso a todo conteúdo do site:

ainda não tem cadastro?
QUER LER ESSE CONTEÚDO? CADASTRE-SE

Informe seu Nome, E-mail e senha para se cadastrar no Acidade ON

Quero ser informado sobre promoções e ofertas do Acidade ON e seus parceiros
Aceito os Termos de Uso do Acidade ON

Veja também