Aguarde...

ACidadeON

Política

Major Olímpio ataca "babacas leões de internet" que "fomentam discórdia" entre ele e Doria

| FOLHAPRESS

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - "Recebendo a visita do senador eleito por SP,  @majorolimpio. Agora é momento de união e muito trabalho por SP e pelo Brasil. #AceleraSP #AceleraBR."O governador eleito João Doria (PSDB) fez questão de tuitar, na segunda (12), uma foto em que ele e um sorridente Major Olimpio (PSL), deputado que em 2019 voltará ao Congresso como senador. Inimigo de longa data do PSDB, Olimpio encarnou uma oposição inclemente ao BolsoDoria, dobradinha que o tucano tentava emplacar com sua candidatura e a de Jair Bolsonaro (PSL). O retrato dos dois foi usado como símbolo de trégua. Segundo Major Olímpio, não é que de repente Doria passou a ser seu melhor amigo, mas fazer o quê? "Eu defendi outra candidatura [Márcio França] e perdi. A população o escolheu. Eu fui escolhido pela mesma população para representar o estado", afirma à Folha de S.Paulo.Bolsonaro fez uma reunião com 20 governadores eleitos, Doria entre eles, "pedindo união pelo Brasil", diz o major aposentado pela PM. "Acabou a eleição e querem que eu fomente a discórdia ou reme contra?"Durante a campanha, Olimpio disse que uma união com o PSDB estava fora de questão. "Não abraço meu carrasco. Não os tenho [tucanos] como adversários, e sim como inimigos."Já Doria, afirmava então, não o enganava: podia até estar "alinhado por conveniência" a Bolsonaro, mas reproduzia as malfeitorias do tucanato. À reportagem o major reformado agora muda o alvo: seu novo desafeto atende por Jorge Izar, o ruralista que comanda grupos de WhatsApp em apoio a Bolsonaro.Reportagem da revista Piauí publicada na quinta (15) mostra como, em várias dessas comunidades virtuais, Olimpio passou a ser fustigado por seu aceno a Doria.  Ele teria se demonstrado "um oportunista, se valendo de práticas da velhíssima política", de acordo com uma das mensagens. Pesou, para os grupos pró-Bolsonaro, a aproximação do major com um governo que terá como secretário da Casa Civil Gilberto Kassab, ministro de Michel Temer (e das Cidades de Dilma Rousseff) e réu na Lava Jato.Segundo Olímpio, Izar é "apenas um irresponsável que jamais ajudou em nada de fato, nem ao Bolsonaro nem a mim. Quem conhece sabe que não fala coisa com coisa".Eleva o tom: "Só este mentecapto do Izar e a reportagem irresponsável da Piauí coloca esta guerra. Jorge Izar precisa de tratamento e ponto. Na minha terra o nome que se dá a ele é um tremendo nó cego, sujeito de pouca serventia, desmiolado. Ele vai censurar já, já o Bolsonaro fazendo acelera com o Doria".Refere-se a uma foto, também compartilhada pelo ex-prefeito de São Paulo, dele com o capitão reformado que presidirá o Brasil a partir do ano que vem. A reunião com o governador eleito, diz Olímpio, nada mais foi do que "uma agenda formal a convite do Doria, afinal, ele ganhou a eleição pra governador, e eu a de senador"."Falamos institucionalmente sobre a defesa de São Paulo em tudo, sobre a posição neutra do PSL na Alesp [Assembleia Legislativa paulista], ou seja, não será base do governo nem oposição."O partido de Olimpio e Bolsonaro deterá a maior bancada na Casa: 15 parlamentares (atualmente são zero) que "terão autonomia para discutir tudo, sem toma lá dá cá", segundo o futuro senador.Olimpio diz que apoiará Janaina Paschoal, com a maior votação de todos os tempos na história dos parlamentos brasileiros, para presidir a Alesp. Já Doria endossará a reeleição do colega tucano Cauê Macris.Mas fomentar uma rivalidade entre ele e o tucano é coisa de "uns poucos babacas leões de internet", afirma o senador eleito. Izar rebate a matéria da Piauí que o cita e a reação de Olimpio a ela: "A opinião que o senador teria a meu respeito poderia até ser esperada, porém não tive nada a ver com a reportagem". "Não estou e nem estive procurando confusão, o que o senador se esquece é que pessoas têm opiniões", continua. "Não tenho nada a acrescentar. As confusões e críticas do senador eleito [contra Doria] foram públicas, com vídeos circulando em todas as redes. Não tive absolutamente nada a ver com isso! Eu apenas alertei à coordenação do governador eleito que muitas pessoas, dos grupos de apoio, estavam muito surpresas e irritadas com a indicação do Kassab e depois com a mudança de posição do senador!"

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários