Aguarde...

Política

Governador João Doria é diagnosticado com Covid-19 pela segunda vez

| FOLHAPRESS

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), foi diagnosticado nesta quinta-feira (15) com Covid-19 pela segunda vez. Em mensagem em suas redes sociais, o tucano disse sentir-se bem.

"Hoje, por prevenção, fiz mais um teste de Covid e o resultado, infelizmente, foi positivo. Por orientação médica, cancelei imediatamente toda a agenda e vou trabalhar de casa, cumprindo os meus compromissos como governador, mas de forma virtual", escreveu ele no Twitter.

Em junho, o governador recebeu a segunda dose da vacina Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan. A vacina não impede que se desenvolva a doença, mas diminui a chance de que o caso seja grave.

O governador já havia sido diagnosticado em agosto do ano passado, mas disse não ter manifestado sintomas. Nesta semana, porém, Doria surgiu rouco e com coriza —um dos sintomas da doença causada pelo novo coronavírus.

"Obrigado pela preocupação comigo, se esse é seu interesse. Estou resfriado e com coriza", ironizou quando questionado pela reportagem sobre seu estado de saúde durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes.

A orientação de médicos e especialistas é de que, em caso de qualquer sintoma relacionado à Covid-19, o paciente não encontre com outras pessoas, se isole e faça um teste PCR para detectar a infecção ou não pelo novo coronavírus.

Na última segunda-feira (12), três dias antes de ser diagnosticado, Doria também participou de um evento com aglomeração de centenas de pessoas no Memorial da América Latina. O encontro foi organizado pelo governo de São Paulo para anúncios relacionado à educação.

Em sua postagem no Twitter, o governador ressaltou que seu caso serve de alerta. "Meu caso serve de alerta para todos que já foram vacinados seguirem respeitando os protocolos. Pois, todos estão suscetíveis a serem infectados e transmitir o vírus, mesmo vacinados. Não importa a vacina, elas evitam o agravamento da doença, não a infecção", disse.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON