Publicidade

politica

Leite pede reunião para debater problemas em votação e considera suspensão

Leite pede reunião para debater problemas em votação e considera suspensão

| Estadao Conteudo -

Candidato nas prévias do PSDB à presidência da República, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, formalizou há pouco à Executiva nacional do partido um pedido de reunião às 15 horas para discutir os relatos de lentidão no aplicativo de votação remota.

"A partir da evolução, tomar a decisão sobre qual o melhor encaminhamento, se é suspensão, prorrogação, adiamento. Essa solução virá a partir de um relatório técnico", destacou o gaúcho.

O aplicativo de votação remota vem apresentando falhas e lentidão desde o início do dia. Preocupados, os dois principais candidatos das prévias, Leite e o governador de São Paulo, João Doria, pediram a seus apoiadores que não desistam de participar da eleição interna.

Na avaliação de Leite, o candidato escolhido pelo partido para disputar o Palácio do Planalto em 2022 precisa ter a "legitimidade de votação maciça". Doria, por sua vez, afirmou que a questão precisa ser esclarecida pela direção nacional do PSDB. "Você dificultar acesso a alguém que quer fazer valer seu voto não é processo adequado. Espero que isso seja corrigido. Cada voto conta", declarou o paulista.

O PSDB já estendeu das 17 para as 18 horas o horário limite de votação pelo aplicativo, mas o Broadcast Político/Estadão apurou que a cúpula da sigla estuda uma nova extensão, diante das dificuldades técnicas ainda não resolvidas.

De acordo com os presidentes dos diretórios paulista e paulistano do PSDB, Marco Vinholi e Fernando Alfredo, foram "4:30 praticamente sem o funcionamento do aplicativo". "O diretório Estadual do PSDB de São Paulo já requereu providências e aguarda que o sistema de votação seja retomado o mais brevemente possível, evitando assim um prejuízo enorme para o filiado exercer o seu direito ao voto", diz nota conjunta dos dois.

Já a votação presencial, que acontece neste domingo em evento no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília, será encerrada às 15 horas.

Contato: eduardo.gayer@estadao.com; lauriberto.pompeu@estadao.com marcelo.moraes@estadao.com

Mais notícias


Publicidade