'Sabesp é guarda-chuva para fazer muitos arranjos público-privados', diz Haddad 'Sabesp é guarda-chuva para fazer muitos arranjos público-privados', diz Haddad

'Sabesp é guarda-chuva para fazer muitos arranjos público-privados', diz Haddad

'Sabesp é guarda-chuva para fazer muitos arranjos público-privados', diz Haddad

O candidato ao governo de São Paulo Fernando Haddad (PT) criticou na manhã desta quarta-feira, 3, a possibilidade de privatizar a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). De acordo com o ex-prefeito, a 'Sabesp é um grande guarda-chuva sobre qual pode fazer muitos arranjos público-privados'.

Haddad afirmou que a Companhia é um exemplo de empresa que pode ser parceira da iniciativa privada sem que o governo perca o controle. A Sabesp, segundo ele, atua de 'cidade a cidade' com competitividade.

A proposta de dividir o saneamento de São Paulo em blocos, para facilitar concessões, fracassaram e o modelo pode ser revisto. O processo de venda da Sabesp não foi sequer iniciado.

Haddad participa nesta quarta-feira de debate com empresários promovido pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Mais Notícias

Mais Notícias