Aguarde...

ACidadeON

Voltar

colunistas e blogs

Estrela do Santos está no banco de reservas

Jorge Sampaoli é o grande responsável pela campanha do Santos no Brasileiro

| ACidadeON/Ribeirao

DIFERENCIAL
O Santos vem contrariando a lógica nesse campeonato brasileiro. Um time modesto, onde sua maior estrela está no banco de reservas,  mostra que um "comandante" pode ser tão importante quando uma estrela dentro de campo. O todo-poderoso Palmeiras, com elenco milionário, com técnico campeão do mundo, mas superado, com arena de primeira e patrocinador bilionário, não corresponde dentro de campo. Já liderou a competição e agora vem caindo pelas tabelas. Mas como explicar? O time da Vila é simples, sem grandes estrelas, mas vem demostrando muita competência, principalmente quando joga em casa. Até agora o Peixe só perdeu para o Palmeiras e foi de goleada, resultado que não tirou a vontade de ganhar. Tem em Jorge Sampaoli como seu líder, o cara que soube explorar a capacidade individual de cada jogador. Simples, fala a língua de boleiro, se mistura entre eles. O treinador não tem nariz empinado, não é metido como alguns técnicos brasileiros que se "acham". O técnico do Santos vai trabalhar de bicicleta, como se fosse um simples operário. E não é por falta de grana ou para aparecer não, é seu jeito simples de trabalhar e mostrar que dá pra se fazer futebol sem ostentação.
 

Felipão comanda treino no Palmeiras . (Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras)

JÁ DEU  FELIPÃO
Do outro lado, vemos um Felipão de nariz empinado, tentando a cada resultado ruim, justificar a queda de sua equipe no Brasileiro. Torcida alviverde não aguenta mais, tá cansada de ir protestar. Chega de Felipão. Técnico ultrapassado, rabugento, que não acrescenta mais nada no atual momento no futebol. Foi vitorioso é verdade, ganhou Copa do Mundo, títulos nacionais, estaduais e outras competições, mas já deu sua dose de colaboração, já fez que pode para o nosso futebol. Poderia ter parado por cima, sem passar pela humilhação dos 7x1 contra a Alemanha. Se quer continuar no futebol, sei que muita gente não está preparada pra parar, poderia assumir um cargo de supervisor, algo mais burocrático e esquecer um pouco o futebol nas quatro linhas.

FICA CAVALO
No brasileirinho, o Botafogo vai indo. Confesso que antes de a bola rolar na série B, não dava pra esperar muito do tricolor. um time modesto, sem medalhões, e com um técnico que veio apenas pra livrar o Pantera do rebaixamento e acabou ficando. Roberto Cavalo não é unanimidade, tem gente que gosta tem gente que odeia. Não dá pra menosprezar o trabalho do treinador. O campeonato é longo, são 38 rodadas e é complicado se manter jogando bem e vencendo durante toda a competição. O Bragantino que era tudo com o "tal" acaba de perder para o Guarani, que até outro dia, estava sem vencer desde janeiro e lutava contra o rebaixamento. A segundona é assim mesmo. Jogo de paciência. É preciso dar tempo ao tempo, saber a hora de mudar e por enquanto esse não é hora de mudança. Cavalo tem que ficar, pelo menos mais um pouco, passar a metade do campeonato e fazer contas, ver como foi o saldo.

Mais do ACidade ON