Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

Gabriel Jesus foi um dos protagonistas da seleção na conquista

Apesar da expulsão contra o Peru, foi incontestável a sua contribuição

| ACidadeON/Ribeirao

Gabriel Jesus foi um dos protagonistas da seleção brasileira na conquista da Copa América-2019. Apesar da expulsão contra o Peru, foi incontestável a sua contribuição. Diferente da Copa da Rússia, quando não marcou sequer um gol e foi muito criticado, desta vez todas as reverências são feitas ao menino que nasceu e cresceu no Jardim Peri, zona norte de São Paulo.  

Daniel Alves foi outro protagonista e ajudou muito a nona conquista sul-americana pela seleção brasileira. Com 36 anos, ele lembrou o exuberante lateral baiano que foi há tempos para a Europa e se consagrou no Barcelona.  

A defesa do Brasil também fez bonito, tomando apenas um gol em seis jogos. E Tite ganhou seu primeiro título importante na seleção. Foi merecido.

Mudança de atitude

A Torcida Independente está proibida de ir aos estádios. Torcidas organizadas dos outros grandes clubes do País estão sempre envolvidas em casos policiais. Imagino que isso não é diferente com os gaúchos. Mas a iniciativa dos torcedores do Internacional, seguida pelos gremistas, deve servir de exemplo para todos os esportistas brasileiros.  

Abrigar os sem teto nesse frio é uma atitude humana, cidadã. O gesto mostra que não podemos nunca desistir do ser humano. No fundo, no fundo, torcedores que se transformam em bandidos têm mãe, pai e são seres humanos como os próprios coitados abandonados pela vida e sofrem muito mais nesse inverno que mata.  

Espero mais atitudes de torcidas organizadas de todos os clubes. Se a Independente agisse assim e não brigasse, até entre seus membros, a justiça não teria de tomar uma decisão tão drástica.

Título merecido

Estados Unidos venceram a Holanda por 2 x 0. A quarta conquista mundial americana foi merecida. E o torneio feminino finalmente mostrou para o nosso próprio País a seleção brasileira, que tem Marta como a melhor do mundo por seis vezes.  

Por algumas razões a torcida não dava bola para o futebol feminino. Neste ano, nos jogos realizados na França, a audiência das TVs foi semelhante ao masculino.  

Todos afirmam e esperam que a partir de agora os jogos das mulheres sejam prestigiados como elas merecem.


Mais do ACidade ON