Aguarde...

Cafe Week 2018

Projeto ribeirão-pretano anticorrupção é selecionado na ONU

Aproximadamente 1,4 mil projetos de 100 países concorreram. A seleção final ocorreu durante a Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque,

| ACidadeON/Ribeirao

 

Trabalho foi apresentado na Assembleia Geral da ONU, em Nova Iorque
Desenvolvida pela startup de tecnologia Gedanken a partir de uma tese de doutorado da Faculdade de Economia e Administração da USP de Ribeirão Preto (FEA-RP), a plataforma de combate e prevenção à corrupção RevelaGov é um dos 32 selecionados no Solve Challenge 2019, desafio global de impacto social promovido pelo MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts). 

Aproximadamente 1,4 mil projetos de 100 países concorreram. A seleção final ocorreu durante a Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque, no final de semana passado. O RevelaGov foi o único projeto brasileiro selecionado. 

A plataforma utiliza técnicas de Big Data, estatística avançada e inteligência artificial para monitorar os gastos públicos e fomentar o controle social.  

Ela mapeou mais de um milhão de indícios de irregularidades em 1.802 órgãos municipais do estado de São Paulo analisando as despesas de 2008 a 2018, como gastos sem licitação acima do limite legal e contratação de empresas apenadas.  

Agora, a equipe do RevelaGov integrará a comunidade Solve, do MIT. Com isso, receberá suporte e mentoria para ampliar sua atuação, mediante a disponibilização de ferramentas, treinamento e conexões com investidores internacionais. 

"A seleção é um reconhecimento de nosso trabalho por uma instituição de grande renome internacional. Dá mais ânimo para continuarmos aprimorando a ferramenta e diminuirmos a assimetria de informações entre o poder público e o cidadão", afirma Rafael dos Anjos, autor da tese na USP que originou a plataforma.  

O MIT Solve incentiva soluções tecnológicas de impacto social para resolver os principais problemas globais. O desafio internacional deste ano propôs quatro temas: economia circular, inovação orientada à comunidade, desenvolvimento na primeira infância e cidades saudáveis.  

A equipe de jurados levou em consideração o potencial de impacto dos projetos na sociedade, abordagem inovadora, uso de novas tecnologias e viabilidade, entre outros. Dos 32 selecionados em quatro grupos de desafios, apenas o RevelaGov é brasileiro.  

O RevelaGov foi aberto à população durante o evento "10 Dias de Combate à Corrupção", realizado em novembro do ano passado em Ribeirão Preto. Utilizando a plataforma, a sociedade denunciou 33 indícios de irregularidades no Executivo e Legislativo local, que foram encaminhadas aos órgãos competentes, como Ministério Público e Polícia Federal. 

Segundo o Barômetro da Corrupção, divulgado na segunda-feira (23) passada pela ONG Transparência Internacional, 82% dos brasileiros acreditam que podem fazer a diferença no combate à corrupção.  

"O RevelaGov tem o objetivo de empoderar o cidadão para o exercício do controle social, atuando na fiscalização do uso dos recursos públicos", explica Rafael dos Anjos, autor da tese que originou a plataforma.

Mais do ACidade ON