Aguarde...
Voltar

colunistas e blogs

Hilário Bocchi

Guarde documentos que comprovem atuação trabalhista

Apesar de não estar registrado em carteira de trabalho, é possível acrescentar tempo de serviço informal na soma da aposentadoria

| ACidadeON/Ribeirao

Hilário Bocchi Junior
 

É comum nos depaararmos com pessoas fazendo trabalhos informais. Em períodos de crise, o Brasil registrou aumentos significativos nos números de trabalhadores sem registro em carteira, por trabalgarem por conta própria ou mesmo prestando serviços informais. 


Se hoje isso é comum, imagina só antigamente. Então, só que isso reflete aos que estão em idade de aposentadoria. Pois, pode ser difícil comprovar o tempo de serviço informal se não tiver organizado documentos que comprovem a atuação.

É importante destacar que é responsabilidade do contratante recolher o valor da Previdência, portanto, quem trabalha por conta própria precisa regularizar o recolhimento e ficar em dia, para que seja possível somar este tempo de serviço no pedido de aposentadoria.

Caso o INSS não aceite o acréscimo de algum tempo de serviço, aí o trabalhador precisa entrar com o pedido na Justiça. No entanto, o Juíz não aceita o pedido sem entrar em contato com o INSS. Por isso, é importante, seguir a ordem dos processos, e em primeiro lugar fazer a solicitação formal ao INSS de inclusão do tempo de serviço e somente caso seja negado deve-se acionar judicialmente.

Tenha uma dica valiosa aos trabalhadores que precisam saber a soma correta do tempo de serviço de acordo com sua história profissional: Montei um site, gratuito, onde o trabalhador pode fazer esta contagem. Acesse: www.tempodeservico.com.br

Mais do ACidade ON