Aguarde...

colunistas e blogs

Hilário Bocchi

Reforma da Previdência: Posso reduzir minha contribuição?

O trabalhador pode estar pagando a Previdência com valor muito maior do que vai receber

| ACidadeON/Ribeirao

Hilário Bocchi Junior
 


Em alguns casos, principalmente com as novas regras de cálculo, dá para reduzir o valor da contribuição sem perder direitos.  


Em outros, diminuir a contribuição pode significar perdas no valor da aposentadoria.
 


Equilíbrio

Os benefícios são calculados com base nas contribuições feitas desde julho/94 até a data da aposentadoria. Até a reforma da previdência (12/11/2019) era possível excluir da média salarial 20% das menores contribuições, mas agora não dá mais.
Para encontrar o equilíbrio das contribuições que ainda terão que ser feitas, o trabalhador deve definir, primeiro, qual é a média das contribuições que já fez. Aí a primeira decisão já pode ser tomada: não pagar contribuições abaixo desta média.

Espécie de benefícios
Dependendo da espécie do benefício que o segurado irá receber pode influenciar nesta decisão.
Caso a data da aposentadoria seja longa e o percentual de cálculo que será aplicado na média salarial pode conduzir o trabalhador para um benefício baixo e pagar contribuições altas pode significar uma despesa e não um investimento. Aí ele pode pensar em reduzir as contribuições.

Melhor data da aposentadoria
Com a recente reforma da previdência ficou mais difícil para o trabalhador saber quando vai se aposentar.
As novas regras criaram dois grupos de segurados: os que têm direito adquirido às aposentadorias da regra anterior e aqueles que não têm. Então saber qual será a melhor data da aposentadoria vai ser um pouco mais difícil.
Esses dois grupos ainda poderão se utilizar as regras de transição, de particularidades da Pessoa com Deficiência (PcD) e daquelas que exerceram atividades de risco à saúde ou à integridade física.
Já deu para ver que o trabalho é árduo e para executá-lo é preciso ter conhecimento dos atalhos que as regras possuem.

Decisão final
A partir da definição da média salarial, da espécie do benefício e da data da aposentadoria começa a clarear as situações que definirão se o segurado deve ou não reduzir o valor das contribuições até chegar no benefício planejado.
A condição de segurado (contribuinte individual, desempregado ou MEI) permitirá ao contribuinte ter mais economia ainda por que a alíquota das contribuições pode ser reduzida de 20% para 5% sem perder o benefício planejado, dependendo do planejamento que for feito.

Mais do ACidade ON