Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

Urna e mercado têm razões diferentes.

Confira o texto do professor Vicente Golfeto

| ACidadeON/Ribeirao

Vicente Golfeto, colunista do ACidade ON (Foto: Mastrangelo Reino / Arquivo A Cidade)
Em termos apenas etimológicos, dissemos isto, há algum tempo, neste mesmo espaço, urbanista é sinônimo de político. Senão, vejamos. Urbe é termo do português, mas de origem latina, que quer dizer cidade. Polis é do grego e significa cidade também. Embora ambos termos nos levem a mentalizar e supor atividades diferentes, o urbanista tem, no concurso, sua porta de entrada no serviço público embora ele possa também exercer cargo de confiança. Por isso mesmo, é demissível ad nutum, isto é, o contrato é revogável por uma só das partes.  

Já o político é legitimado pelas urnas. E é aí que começamos ver que urna e mercado têm razões diferentes.
A cidade, que se espalha para receber sua expansão demográfica, produz mais, e cada vez mais, deslocamentos de seus habitantes. As distâncias ficam maiores e o tempo de percurso, consequentemente, também. Como a sociedade é dinâmica, o espaço urbano precisa acompanhar este movimento. E aí situamos dois itens do que pode ser considerada como uma boa gestão pública. O primeiro é nunca permitir que o espaço urbano seja ocupado irregular ou clandestinamente.  

Neste caso incluem-se as favelas e as edificações sem conhecimento estatal e, por isso mesmo, chamadas de informais. O segundo, gradativamente, ir transformando a malha viária em sistema viário, conectando muitas artérias, vias de todas as modalidades, ainda não conectadas entre si. Assim, cortando-se gargalos, que são incontáveis inclusive em Ribeirão Preto, porque eles impedem a boa mobilidade urbana sobretudo para pedestres, nascerá das cinzas da velha urbe do automóvel uma nova e promissora polis.
 

Claro que políticos, urbanistas e a população em geral precisam ter consciência disto. É o início da alteração necessária para o surgimento de uma cidade menos infernal do que aquela que nós temos atualmente.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários

Mais do ACidade ON