Aguarde...

ACidadeON

Voltar

colunistas e blogs

Vicente Golfeto

Varia a área média de planta aprovada para construção

Confira a análise no texto do professor Vicente Golfeto

| ACidadeON/Ribeirao

Vicente Golfeto, colunista do ACidade ON (Foto: Mastrangelo Reino / Arquivo A Cidade)
    Detendo-nos mais tempo no amplo setor da indústria da construção civil, relacionamos, e, em consequência, elaboramos, um quadro que mostra, no período de janeiro a setembro de 2 012 a 2 019 conforme dados extraídos do site da Secretaria de Planejamento e Gestão Pública da prefeitura municipal de Ribeirão Preto, número de plantas aprovadas. Quantifica-se, desta maneira, esta realidade mostrada e demonstrada no quadro abaixo. 
.
     Através dele, fica claro que foi em 2 016 o exercício em que se aprovou menor quantidade de plantas para novas construções. No polo oposto, a maior quantidade ocorreu em 2 018. Em 2 016, os números chegaram a 1.552, o menor de todos, como dissemos, enquanto o maior, em 2 018, atingiu 2.549 novas plantas. Num paralelo que se faça entre o piso e o pico, o ponto mais alto foi 64,23% maior do que o menor, isto é, o piso, que ocorreu em 2 016. Já no que toca ao paralelo entre 2 019 e 2 018, constata-se que houve redução de 4,11% deste ano de 2 019 em relação a 2 018.
    Fizemos um paralelo também entre a área licenciada, expressa em metros quadrados, de cada um dos exercícios considerados, sempre, e também, no período de janeiro a setembro. O quadro referido mostra que, conforme já publicamos na edição de quinta-feira passada, dia 10 de outubro, a média que cada planta aprovada recebeu, nos permitiu elaborar o terceiro quadro. É o que segue abaixo.

.
    Este, no entanto, permitirá que cada analista chegue ao detalhe mas quando tivermos separado a verticalização que a urbanização da cidade de Ribeirão Preto está gerando. Como se vê, quando o processo recessivo se instala numa economia, os números extraídos da realidade, muitas vezes, escondem mais do que mostram. Daí a necessidade de se ter uma acuidade maior em qualquer reflexão que se faça.
    Voltaremos brevemente ao assunto.