Aguarde...

colunistas e blogs

Vicente Golfeto

Saldo de empregos em Ribeirão Preto

Confira a análise no texto do professor Vicente Golfeto

| ACidadeON/Ribeirao

Vicente Golfeto, colunista do ACidade ON (Foto: Mastrangelo Reino / Arquivo A Cidade)
    A cara mais nítida da crise que a economia brasileira está vivendo ainda, mesmo se considerando que a tendência é de que ela comece a esmaecer, é por meio do mercado de empregos. Considerando-se o período de janeiro a outubro dos exercícios de 2007 a 2019, treze anos ininterruptos e consecutivos por conseguinte, nós elaboramos, com dados obtidos através do Ministério do Trabalho, o saldo de empregos criados e preenchidos pela economia do município de Ribeirão Preto.  

.
    Esse saldo, na maioria das vezes positivo mas também negativo como no biênio 2015 e 2016, é o diferencial entre admissões e desligamentos de empregados. São números oficiais. Portanto, quando o saldo é negativo, como no biênio citado, é porque o número de desligamentos superou o de admissões.
    De qualquer forma, se o quadro mencionado mostra que foi o biênio 2010 e 2011 aquele em que a economia de Ribeirão Preto, inserida na do estado de São Paulo, mais gerou e preencheu vagas no mercado de trabalho, nós vemos também que o ano de 2008 foi muito expressivo, considerando-se esse modo de analisar a realidade.
    A reação esboçada em 2018, quando no período de janeiro a outubro o saldo chegou a 6.169 empregos gerados e preenchidos, não tem se sustentado no corrente ano de 2019. O saldo deste exercício, até outubro, está com 4.161 empregos preenchidos, número que tende a mostrar que a crise, mesmo diminuída, voltou a preocupar.

Mais do ACidade ON