Aguarde...

colunistas e blogs

Vicente Golfeto

Repasse de ICMS - I

Confira a análise no texto do professor Vicente Golfeto

| ACidadeON/Ribeirao

Vicente Golfeto, colunista do ACidade ON (Foto: Mastrangelo Reino / Arquivo A Cidade)
    Como fazemos todo mês neste mesmo espaço, hoje publicamos o repasse de ICMS que a fazenda estadual faz à fazenda dos municípios que compõem o nordeste do estado de São Paulo, especificamente, neste caso, os trinta e quatro municípios da região metropolitana de Ribeirão Preto. 


    Através dos números que compõem o quadro acima, podemos enxergar algumas singularidades das quais as que mais nos saltam aos olhos são as seguintes: 1- oito dos trinta e quatro municípios elencados ficaram abaixo da média do aumento nominal de repasse dos recursos financeiros. São eles, por ordem decrescente Serra Azul, Tambaú, Batatais, Morro Agudo, Santa Rita do Passa Quatro, Santa Rosa de Viterbo, Serrana e Sertãozinho. Destes, apenas dois, Serrana e Sertãozinho, tiveram até repasse nominal em 2020, abaixo do repasse de 2012, sempre se considerando o período de janeiro a agosto; 2- os outros vinte e seis municípios da região metropolitana de Ribeirão Preto ficaram acima da média de 26,66% de crescimento nominal dos repasses; 3- dois dos três municípios mais populosos da região metropolitana, Ribeirão Preto e Jaboticabal, estão entre os que ficaram acima da média citada. Só Sertãozinho, como se pode ver, ficou abaixo; 4- os três municípios que lideram o crescimento percentual dos repasses, Pontal, Dumont e Jardinópolis, não estão entre os mais populosos. Pelo contrário. Mas merecem uma análise mais detida para, se possível for, identificarmos razões econômicas. É o que pretendemos fazer.