ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

Cotidiano

Usuária trocou ônibus por rapidez e economia da moto

Jovem de 23 anos comprou moto no ano passado e hoje chega mais rápido ao trabalho

| ACidadeON/Ribeirao

Letícia Deleigo aumenta as estatísticas de quem deixou de usar o ônibus (Foto: Weber Sian / A Cidade)

A cuidadora de idosos Letícia Deleigo, 23 anos, engrossou a lista dos usuários que deixaram de passar nas catracas diariamente. No final de 2017, ela substituiu os ônibus pela compra de uma moto.  

Letícia explica que o transporte era "organizado" e que usava o aplicativo CittaMobi para acompanhar os horários e rotas de circulação dos ônibus. Porém o universo sobre duas rodas para ela representa muito mais agilidade e, até, economia.   

"Uma das vantagens é que vou de onde eu quero e para onde eu quero. É melhor em termos de não depender de horários dos ônibus. Os gastos são menores comparados ao que eu gastava antes, usando o transporte coletivo", aponta.  

Segundo ela, com o transporte coletivo o trajeto até o trabalho levava cerca de uma hora e dez minutos. Agora, com a moto, faz em 25 minutos.   

(Colaboração: Neto Túbero)    


Como é depender de ônibus em Ribeirão Preto?  

"Muitas vezes, os ônibus passam fora dos horário. Isso complica um pouco",   
Neusa Maria dos Reis,  
63 anos, cabeleireira; 

"Ônibus muito lotados, não passam no horário, sempre atrasados", 
Regina Célia Fidelis
48, camareira 

"Os ônibus esetão quase sempre cheios, lotados mesmo", 
Regina Faria
61, doméstica 

"É difícil encontrar lugar para sentar. O ônibus está sempre cheio", 
Daniel Rodrigues
19, autônomo

"A maior dificuldade são os horários. Isso acaba interferindo em nossos compromissos. Chega a ser constrangedor chegar atrasado no serviço por conta de ônibus", 
Leonardo Lemes Giovanini
22, operador de comércio

Efeitos do uber 

Segundo Otávio Cunha, representante da NTU (Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos), o transporte por aplicativos, como Uber e 99, também contribuiu para a diminuição dos passageiros de ônibus. "Pequenos deslocamentos em áreas de adensamento populacional estão sendo cada vez mais realizados por meio desses aplicativos, devido principalmente ao custo e entraves que prejudicam o transporte coletivo urbano", diz. O Uber iniciou as operações em Ribeirão Preto em setembro de 2016. 

Corredores exclusivos aumentariam a demanda 

Estudo contratado pela Transerp em 2016 apontou que, após a construção dos corredores de ônibus previstos no PAC Mobilidade, a demanda cresceria 4%. Isso, considerando o número total de passageiros de 2018 (inclusive os não pagantes), resultaria em um aumento de 6 mil usuários todos os dias. 

Mas, anunciadas pela gestão Dárcy Vera em 2013, as obras até o momento não saíram do papel. O governo Duarte Nogueira promete concluir todos os corredores até o final de 2020, quando encerra seu mandato.  

Segundo o consórcio PróUrbano, atualmente a velocidade média dos ônibus é de 18 Km/hora, sendo que a ideal, para as empresas, seria de 25 km/hora.  

Em São Paulo, a velocidade média dos veículos nos corredores de ônibus foi de 22 Km/hora no ano passado. Questionado sobre qual seria o aumento de passagens com os corredores de ônibus, o Consórcio PróUrbano afirmou não ser possível mensurar. "Mas com certeza será um grande diferencial, principalmente porque a principal queixa de quem usa o transporte coletivo é a demora e o tempo que passa dentro do ônibus", afirmou o Consórcio em nota.  

A Cidade solicitou à Prefeitura os locais e extensão dos corredores de ônibus previstos no PAC. O Palácio Rio Branco, porém, informou que esses dados ainda estão em estudo no projeto executivo. 

Passageiros   

1,6 milhão é a queda registrada no número de usuários desde 2014, em relação ao mesmo período (de janeiro a maio) deste ano 

  
Leia mais:   

Número de usuários de ônibus cai nos cinco primeiros meses 
Presidente da NTU diz que o transporte público deixou de ser competitivo


Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários

Veja também