Aguarde...

ACidadeON

Voltar

Cotidiano

Jovem que teve o couro cabeludo arrancado deve voltar a Ribeirão

Débora Dantas deve retornar o tratamento em um hospital particular de Ribeirão Preto, para onde foi transferida no ano passado

| ACidadeON/Ribeirao

Débora recebeu alta do Hospital Especializado em outubro de 2019 (Foto: reprodução/EPTV)
 
A jovem que teve o couro cabeludo escalpelado em agosto de 2019, Débora Dantas, deve retornar para Ribeirão Preto na próxima semana, para continuar o tratamento. Nos últimos dias, a jovem esteve envolvida em uma polêmica com a rede de supermercados onde ocorreu o acidente em uma pista de kart, em Recife-PE.  

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE RIBEIRÃO PRETO E REGIÃO
 
Segundo informações do G1, o advogado de Débora, Eduardo Barbosa, disse a jovem deve chegar à cidade até a próxima terça-feira (21). Débora recebeu alta em outubro do ano passado, depois de dois meses internada e passar por uma série de cirurgias para reconstrução do couro cabeludo.  

"Mas vamos reunir os documentos, coisa que não se faz de um dia para o outro, para tentar a judicialização do caso. A vítima é Débora e não o supermercado", disse o advogado em entrevista.  

Segundo a jovem, ela deveria ter retornado para Ribeirão Preto no início de janeiro, mas houve um imbróglio junto com os responsáveis da rede de supermercados que a acompanhavam na recuperação.  

"Nós estamos falando, o meu advogado entrou em contato, e está resolvendo a situação para retornar o mais rápido possível. Porque estou com pontos na cabeça, a minha pele está machucada e eu preciso urgentemente continuar", declarou a jovem, após uma entrevista coletiva realizada em Recife-PE, onde vive.  

Polêmica
 
Na semana passada, o Grupo Big publicou uma nota em seu site informando que o advogado que representa a jovem teria realizado algumas exigências, que segundo a companhia não teria relação com o acidente ou com a saúde da jovem.  

Entre os itens solicitados, estaria o financiamento de um curso de medicina na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos e o pagamento de 10 milhões de dólares, entre outros.  

Na entrevista coletiva, Débora afirmou que fez os pedidos em uma conversa informal com representante da rede, após ter sido questionada por essa pessoa.  

Na nota divulgada pelo Grupo Big, a rede de supermercados informa que segue aguardando a definição de Débora a respeito da continuidade do seu tratamento em Ribeirão Preto, além de dizer que a plena recuperação da jovem é prioridade da empresa.  

Além disso, a rede informa que não se negou a custear o tratamento de Débora junto ao Hospital Especializado em Ribeirão Preto.  

Leia mais:
Jovem que perdeu couro cabeludo em acidente grava vídeo de agradecimento  

Jovem que teve o couro cabeludo arrancado recebe alta da UTI


Mais do ACidade ON