Aguarde...

Cotidiano

Com apenas 1 vaga de UTI, prefeitura promete 21 novos leitos

Ribeirão Preto tem 174 pessoas com sintomas das covid-19 internadas na UTI; também aumenta número de pacientes em enfermarias

| ACidadeON/Ribeirao

Hospital Santa Lydia, em Ribeirão Preto, deve ganhar seis novos leitos, segundo a prefeitura (foto: Milena Aurea / A Cidade - 10.nov.2014)
 
Ribeirão Preto continua com 174 pessoas internadas em UTIs (Unidade de Terapia Intensiva) com sintomas causados pelo novo coronavírus (covid-19), nesta sexta-feira (10). Apenas um leito de emergência, dos 175 reservados para o combate da doença na cidade, está disponível, segundo o Censo Covid-19, da secretaria estadual da Saúde.  

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE RIBEIRÃO PRETO
 
De acordo com o prefeito Duarte Nogueira (PSDB), foi firmado um convênio com o governo estadual para a abertura de mais 21 vagas em UTIs de hospitais da cidade. Serão instalados seis leitos no Hospital Santa Lydia, da rede pública, e outros 15 serão abertos no Hospital Ribeirânia, da rede privada.  

De acordo com a prefeitura, os custos dos pacientes internados na rede privada serão custeados pelo governo estadual. "Nosso objetivo é não deixar nenhuma pessoa havendo necessidade sem assistência médica", disse Nogueira.  

Enfermarias
 
Também aumentou a quantidade de pacientes internados em enfermarias, considerados em estado menos grave. Nesta sexta, foi registrado 209 pacientes ocupando essas vagas, o que equivale a 94,5% dos 221 leitos disponíveis. No dia anterior, a taxa de ocupação de enfermaria era de 86,6%.  

Leia mais:
Ribeirão Preto chega a 7,2 mil casos confirmados de covid-19  

Região de Ribeirão é a líder no Estado na ocupação de UTIs  

Covid-19: Estado avança e Ribeirão Preto fica para trás  

Enfermaria do HC de Ribeirão supera 100% de leitos para covid

Mais do ACidade ON