Aguarde...

Cotidiano

CoronaVac provocou reação em apenas 5,3% dos voluntários

Em coletiva nesta quarta, Governo de São Paulo reforçou a confiança na vacina contra o novo coronavírus que está sendo testada em Ribeirão Preto

| ACidadeON/Ribeirao


Vacina também está sendo testada em Ribeirão Preto (Foto: Divulgação)

O Governo de São Paulo divulgou nesta quarta-feira (23), em coletiva, que apenas 5,3% das pessoas que receberam a vacina CoronaVac tiveram pequenos efeitos colaterais. O levantamento inclui 50 mil aplicações.

No Brasil, incluindo no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, são 5 mil voluntários na fase de testes clínicos. No entanto, o laboratório Sinovac, que desenvolveu a fórmula, promoveu testes em larga escala na China, por isso esse número de 50 mil. 

De acordo com o governado João Doria (PSDB), esses efeitos colaterais foram dor no local da aplicação, fadiga e febre. Para Doria, a Coronavac apresenta "excelente perfil de segurança".

No Brasil, a Sinovac escolheu como parceiro o Instituto Butantan, na capital paulista. Além de importar a vacina, o Butantan pretende receber um aporte de capital para fabricar o imunizante em território brasileiro.

Doria reforçou que, se tudo correr como o previsto, a vacinação vai começar já no mês de dezembro de 2020 (clique aqui e veja mais informações).


Ribeirão Preto

Ao longo do mês de setembro, o ACidade ON solicitou ao Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto um balanço dos testes realizados na cidade. No entanto, através da assessoria, o HC informou que não vai divulgar informações neste momento.
 
 
MAIS: Clique aqui e saiba quando é a próxima atualização do Plano SP

Mais do ACidade ON