Aguarde...

Cotidiano

Luiz Puntel: Aos mestres, com carinho

Um andarilho chamou minha atenção de forma inesperada; Dentro de seu caos, estava lendo e fazia anotações!

| ACidadeON/Ribeirao

Luiz Puntel (Foto: Arquivo Pessoal)
 
Eram seis da manhã do dia 15 desta semana que termina, quando abri o computador para preparar aulas. Uma mensagem explodiu na tela. Era de uma amiga, também professora. E o texto me impactou muito, daí eu tomar a liberdade de transcrevê-lo, apenas adaptando alguns detalhes por questões do espaço. Bora lá?  

*****
"Hoje, por volta das 9h, passei pela rua Florêncio de Abreu com a rua São José, e um andarilho chamou minha atenção de forma inesperada. Estava aparentemente bastante debilitado e acometido das várias mazelas que o abandono na rua traz. Mas, dentro de seu caos, estava lendo e fazia anotações! E o fazia em um lugar jamais pensado para ler e escrever, ou seja, sentado em seu colchão todo sujo. Em seu entorno, diversos livros espalhados, seguindo a mesma desordem e sujeira. Aspectos de higiene para prevenção da covid, nenhum!  

A cena causou um impacto e desmontou tudo o que tinha lido até hoje sobre leitura, sua importância, quais as estratégias para melhor ser desenvolvida. Quantas desculpas inventamos para adiar a leitura, quantos projetos são realizados em prol desse êxito, quantas discursos fazemos em torno do assunto...  

Enxerguei naquele HOMEM, que tão comumente chamamos de andarilho, um CAMINHANTE CHEIO DE POSSIBILIDADES, que escolhe a leitura e suas anotações para resgatar o Humano que ali existe e que são invisíveis à nossa sociedade.  

Não sei nada sobre sua vida. Se estava sob o efeito de algum delírio, fantasia ou se procura, através da leitura, estabelecer ponte para uma vida melhor. Por outro lado, fiquei imaginando quem plantou nele essa semente do incentivo à leitura. Certamente, um professor! É o professor que faz o milagre do Conhecimento, o feito espetacular, que deu àquele homem, mesmo arrasado pelos revezes da vida, a Leitura, e é nela, em suas anotações, que aquele CAMINHANTE encontra o porto seguro."

---------------------------------------------------------------------------------------------------
Puntel, lendo em voz alta o texto da professora Márcia Adriana Magogo.




Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON