Aguarde...

Cotidiano

Após reclassificação, Abrasel diz apoiar fase vermelha em Ribeirão

Associação de Bares e Restaurantes chamou atenção para possíveis manobras de serviços não essenciais e coibiu a prática

| ACidadeON/Ribeirao

 

Imagem ilustrativa de um bar (Foto: Pixabay)
 

A Abrasel (Associação de Bares e Restaurantes de Ribeirão Preto e Região) emitiu uma nota, no início da tarde desta quarta-feira (3), e declarou apoio à decisão estadual de colocar todas as regiões que cumprem o Plano São Paulo na fase vermelha. 

O apelo dado pela instituição aos comerciantes, diante da prioridade pela vida e Saúde da população, é que as medidas sejam cumpridas rigorosamente - possíveis manobras executadas por serviços não essenciais para benefício próprio, no entanto, foram repreendidas e classificadas como "falhas" no sistema.  

"A diretoria afirma, ainda, que vai manter sua luta por vacinação urgente e também pela abertura de mais leitos em UTI e enfermaria para atendimento de pacientes vítimas da covid-19, uma vez que foi percebido um déficit de 42 unidades no HC em relação ao ano passado", explica. 

LEIA MAIS
Doria decreta fase vermelha em todo estado a partir de sábado (6)
Estado amplia horário do toque de restrições em São Paulo
Pandemia: Doria mantém escolas abertas em São Paulo 

A 22ª reclassificação da quarentena foi anunciada também nesta quarta (3), durante coletiva de imprensa, e é válida para todo o Estado. Mas, o que muda? 

De acordo com o João Doria (PSDB), a região de Ribeirão Preto, que já havia sido rebaixada para a fase vermelha na semana passada, deverá cumprir as medidas mais duras de controle da pandemia a partir de sábado (6), com funcionamento autorizado apenas de serviços essenciais. Bares e restaurantes fecham.  

O toque de recolher, até então estabelecido das 23h às 5h, válido para todos os dias da semana e finais de semana, também foi estendido: agora, o horário limite de circulação é até às 20h em todo o território paulista. 




Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON