STF mantém ex-secretário de Educação na cadeia

Ângelo Invernizzi está preso desde o dia 18 de maio, quando o STJ cassou o habeas corpus que o mantinha em liberdade

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Wesley Alcantara

F.L.Piton / A CIDADE - 15.dez.2015

 

O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu manter na cadeia o ex-secretário da Educação Ângelo Invernizzi pelo envolvimento na Operação Sevandija ao negar liminar no pedido de habeas corpus (HC).

Invernizzi está preso desde o dia 18 de maio, quando o STJ (Superior Tribunal de Justiça) cassou o HC que o mantinha em liberdade. Ele é acusado de ter recebido pelo menos R$ 100 mil de propina da Atmosphera Construções e Empreendimentos e de envolvimento em fraude em licitação.

Na decisão da última quarta-feira (14), o ministro Luiz Fux afirmou que, apesar de Invernizzi ostentar condições pessoais favoráveis, não lhe garante o direito de liberdade.

Para conseguir a liberdade do ex-secretário, os advogados alegaram que os bens dele estão bloqueados desde o início da Operação Sevandija e não haveria qualquer risco de dissipá-los.

O advogado de Ângelo, Clodoaldo Nogara, afirmou que entrará com um agravo regimental para tentar reverter à decisão desfavorável ao ex-secretário de Educação.


0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.