ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Família tem até sexta-feira (18) para identificar corpo de idoso

Se o reconhecimento não ocorrer até fim da tarde de amanhã, corpo deverá ser enterrado como o de indigente no Cemitério Bom Pastor

| ACidadeON/Ribeirao


Corpo de Júlio César está no IML de Ribeirão Preto aguardando reconhecimento pela família (Foto: Redes Sociais)
A família do idoso que morreu no fim da tarde de terça-fera (15) após ser atropelado por uma motocicleta na Vila Seixas, região Central de Ribeirão Preto, tem até o fim da tarde desta sexta-feira (18) para fazer o reconhecimento do corpo  que permanece no IML (Instituto Médico Legal). 

De acordo com o Instituto Médico Legal, até às 11h desta quinta-feira (17) o corpo do homem, identificado apenas como Júlio César, não havia sido reconhecido pelos familiares.  

O Instituto afirma que após todas as perícias, o corpo sem identificado permanece no local por até 72 horas. Depois o cadáver é enterrado como indigente no Cemitério Bom Pastor.

O homem morava havia sete meses numa edícula de um estacionamento no Jardim Paulista, na zona Leste de Ribeirão Preto. Segundo o dono do estacionamento, Leandro Barreto Abdala, o idoso pediu para morar ali até construir sua casa no Jardim Paiva.  

 "Todo dia ele saía por volta das 6h da manhã para trabalhar. Vivia de pequenos serviços como limpeza de terreno, bico de pedreiro e pintor", informou o empresário. 

Leandro ainda conta que quando não estava trabalhando seu Júlio atuava na construção de uma cassinha no bairro Jardim Paiva. Segundo ele, o homem nunca relatou a existência de uma esposa, apenas que tinha familiares em Uberaba, Minas Gerais.  

O acidente

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a vítima, de aproximadamente 60 anos, foi atropelada na rua Lafaiete, na altura do número 1.800 na tarde de terça-feira (15). O homem chegou a sofrer uma parada cardiorrespiratória e foi reanimado pelos socorristas.  

A vítima não foi identificada pois estava sem documentação. O trânsito chegou a ser interrompido no local durante o socorro, mas já foi liberado.  

Júlio César foi levado à Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas, onde deu entrada às 14h30, mas não resistiu aos ferimentos e morreu por voltaàs 17h 

Vítima foi socorrida em estado grave para a Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas (Fotos:  Maurício Andrade / CBN Ribeirão)

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários

Veja também