ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Garoa quebra estiagem e esfria, mas tempo seco deve continuar

Ribeirão Preto ficou 50 dias sem sequer uma gota de chuva; semestre é o mais seco dos últimos quatro anos

| ACidadeON/Ribeirao

Alérgica: a pensionista Jandira Rufino de Pascoli, 63 anos, comemorou a chuvinha, mas quer mais (Foto: Weber Sian / A Cidade)

A garoa registrada na manhã de ontem quebrou uma estiagem de 50 dias em Ribeirão Preto a última data em que choveu foi 20 de maio, com índice pluviométrico de 11,6 milímetros. E a meteorologia não é nada animadora: não há previsão de mais chuva pelos próximos 15 dias.  

A estiagem persistente fez o primeiro semestre de 2018 ser o mais seco dos últimos quatro anos em Ribeirão, segundo o Ciiagro (Centro Integrado de Informações Agrometeorológicas) leia mais no quadro.  

De janeiro a junho deste ano, a precipitação ficou em 551milímetros na cidade. O primeiro semestre só perdeu para o mesmo período de 2014, quando choveu 316,5 milímetros no período.  

A pensionista Jandira Rufino de Pascoli, 63 anos, comemorou o chuvisco na manhã de ontem, mas quer mais chuva para atenuar suas crises repetidas de rinite. "Foi muito pouquinho, precisa chover mais, senão não adianta", declarou.  

Por conta da rinite alérgica, Jandira passou junho inteiro com crises. A mais recente foi no último domingo. Para atenuar o problema, ela faz aerossol com soro. "Agora que deu esse chuvisco me sinto melhor", diz.  

Jandira também sofre com o ressecamento da pele provocado pelo tempo seco. "Sou diabética e a pele é mais seca normalmente. Quando não chove piora bastante. Estou passando hidratante todos os dias, de manhã e à noite", afirmou.

Previsão  

A meteorologista do Climatempo, Aline Tochio, explica que a chuva e a queda de temperatura em Ribeirão foram motivadas por uma frente fria vinda do Sul do País, prevista para começar a deixar o Estado de São Paulo hoje, rumo ao Espírito Santo.  

A partir de hoje, a previsão é de tempo aberto, mas as temperaturas seguem baixas entre 10ºC e 22ºC. "As massas de frio mais intensas passaram em maio e junho.   

Então, neste mês não deve haver recordes. Até o final deste mês não deve chegar nova frente fria a Ribeirão", previu a meteorologista. A menor temperatura do ano na cidade foi registrada em 21 de maio, no final do outono: 5ºC. 

Previsão para amanhã: 8 graus

Segundo previsão do Climatempo, o frio deverá se acentuar nos próximos dias são esperados 8ºC no início da manhã desta quinta--feira (12) em Ribeirão.  

Durante a tarde, porém, as temperaturas máximas já começar a subir, com previsão de 23ºC. Na sexta-feira (13), a meteorologia aponta temperaturas entre 11ºC e 25ºC na cidade.   

No sábado (14), a variação prevista é de 13ºC e 27ºC, e domingo (15) os termômetros devem marcar entre 15ºC e 28ºC. "O tempo ficará aberto até o final de semana em Ribeirão Preto", conclui a meteorologista Aline Tochio. 

Previna-se das doenças no frio 

1 - Mantenha as roupas de cama limpas, especialmente os cobertores, que costumam ser morada de ácaros; 

2 - Retire o pó da mobília e limpe o chão com pano úmido, evitando o levantamento de poeira; 

3 - Aproveite os dias ensolarados para arejar a casa. O sol e o ar evitam que vírus e bactérias se proliferem; 

4 - Evite qualquer contato com a fumaça do cigarro; 

5 - Use soro fisiológico nas regiões dos olhos e das narinas, pois lubrifica a mucosa e evita irritação; 

6 - Evite aglomerações de pessoas em lugares fechados e pouco arejados; 

7 - Lave as mãos constantemente para evitar a transmissão de vírus e bactérias; 

8 - Beba muito líquido, mas evite as bebidas alcoólicas. Água e sucos são importantes para controlar circulação sanguínea, composição das células, músculos e respiração; 

9 - Não use carpetes e cortinas no quarto de pessoas alérgicas, pois favorecem o aparecimento de ácaros; 

10 - Se for espirrar, não utilize a mão para barrar; o ideal é usar a curva ou a parte de dentro do cotovelo; 

11 - Não tome banhos muito quentes nem muito demorados, pois ressecam a pele; 

12 - O meio mais efetivo para evitar as doenças no frio são as vacinas. A antigripal confere imunidade por 1 ano e a contra pneumonia tem dose única para adultos;  

Nível do Rio Pardo cai 

Um dos termômetros para aferir o comportamento da chuva em Ribeirão Preto é a régua utilizada para verificar o nível do rio Pardo, medido no Clube de Regatas, extremo Norte da cidade.  

Ontem pela manhã, a régua marcava 61 centímetros. Em 10 de julho de 2017, exatamente um ano antes, a marcação ficou um pouco acima 77 centímetros.  

Segundo o DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica), porém, o nível considerado ideal do rio Pardo nesse trecho é acima de dois metros.  

Vestuário: Pelas ruas, a população acostumada ao calor protegia-se com agasalhos (Foto: Weber Sian / A Cidade)

Campanha arrecada mais de 30 mil peças 

A Campanha do Agasalho arrecadou neste ano mais de 30 mil peças. A ação social é uma iniciativa da EPTV, com realização da Prefeitura e apoio da Polícia Militar.  

Neste ano foram arrecadadas 31.531 peças, sendo 30.639 roupas em geral e 892 cobertores. Desse total, a Semas (Secretaria Municipal de Assistência Social) já doou mais de 26 mil roupas e 350 cobertores ao Cetrem, a detentos do regime semiaberto e ao Cras (Centro de Referência da Assistência Social). 

Quem ainda tiver interesse em colaborar com a campanha pode levar agasalhos ao Fundo Social de Solidariedade, na rua Cerqueira César, 383. Mais informações pelo telefone 3625-7194.
 

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários

Veja também