ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Justiça de Ribeirão manda bloquear R$ 77 mil do ex-jogador Roberto Carlos

Ex-vereador Oliveira Júnior processou o ex-lateral da seleção por causa do quadro 'Pra quem você tira o chapéu', do Programa Raul Gil

| ACidadeON/Ribeirao

Ex-lateral Roberto Carlos (à esq.) foi processado pelo ex-vereador Oliveira Júnior (à. dir) por causa do quatro Pra quem você tira o chapéu, do Programa Raul Gil (Foto: F.L. Piton / A Cidade - 30/ago./2011)

 

A Justiça de Ribeirão Preto mandou bloquear mais de R$ 77 mil em recursos do ex-lateral esquerdo da seleção brasileira, Roberto Carlos. Trata-se de uma ação de indenização de danos morais em favor do empresário Élio Aparecido de Oliveira, conhecido como Oliveira Júnior, que foi vereador em Ribeirão Preto entre 2009 e 2011, e, atualmente, é foragido da Justiça (veja mais abaixo).  

Oliveira foi empresário de Roberto Carlos, mas entraram em litígio em 2008 por desavenças financeiras. A dupla, inclusive, já trocou farpas em programas de televisão.  

De acordo com publicação de 3 de julho de 2018, o juiz Héber Mendes Batista, da 4ª Vara Cível de Ribeirão Preto, determinou ao "Banco Central do Brasil para que informe a existência de operações de câmbio de remessa de dinheiro para o exterior em favor do executado (Roberto Carlos) e da pessoa jurídica da qual é sócio (R.C.S. Empreendimentos e Participações Ltda.)" e ainda
deferiu "a penhora de eventuais valores que o executado tenha a receber da empresa EA Sports Eletronics Arts Ltda.". Essa empresa é responsável por vários jogos de vídeo game, como o Fifa Soccer - esses jogos pagam direitos para utilizar a imagem do atleta.  

Em 2009  

Há 9 anos, Roberto Carlos participou do Programa Raul Gil e criticou Oliveira Júnior em um quadro que o convidado tira ou não o chapéu para determinadas pessoas (Pra quem você tira o chapéu).. Oliveira Júnior, resolveu processar o ex-lateral. Nesse caso, a Justiça de Ribeirão Preto condenou Roberto Carlos a pagar, a título de danos morais a quantia de R$ 25 mil. "Esse valor será corrigido a contar da publicação desta sentença, com juros de mora de 12% ao ano, a contar da data do fato (24/05/2008)", diz a sentença publicada em 15 de junho de 2011. O valor atualizado da indenização é R$ 77.302. Não cabe mais recurso, mas até hoje, o valor não foi pago.  

Outro lado  

O ACidade ON procurou a assessoria do Roberto Carlos, a Futpress, mas ninguém atendeu. Também deixou recado com a secretária da advogada Ana Carolina Tonelli, que defende o ex-jogador na ação, mas ela não retornou. Roberto Carlos tem vínculo com o Real Madrid é uma espécie de mentor e conselheiro das categorias de base e também foi embaixador da candidatura do Marrocos para ser sede da Copa de 2026. A reportagem também não conseguiu contato com a empresa EA Sports.

Oliveira Júnior foi cassado e está foragido  

Oliveira Júnior é um velho conhecido da Justiça. Em 25 de agosto de 2017, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) determinou a prisão imediata dele por ser condenado a 20 anos de prisão. Desde então, o empresário e político é considerado foragido.  

Oliveira, que também foi vice-prefeito na cidade de Itu, foi considerado culpado por ser o mandante de dois crimes: o assassinato do advogado Humberto da Silva Monteiro e a tentativa de homicídio do radialista Josué Soares Dantas. Os crimes ocorreram em 2006 em Itu. Oliveira nega e está recorrendo da decisão.  

Já em Ribeirão Preto, Oliveira foi eleito vereador em 2008, mas teve o mandato cassado em 2011 por desacatar policiais militares e dirigir sob efeito de álcool. No dia 31 de janeiro de 2018, ele também foi condenado pela Justiça de Ribeirão Preto por falsificar a folha de ponto da Câmara no ano de 2011. A denúncia foi feita pelo jornal A Cidade na edição de 31 de agosto do mesmo ano. A falsificação foi confirmada por análise taquigráfica pedida pelo Ministério Público na ação civil pública.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários