Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Empresário concorrente é suspeito de atacar empresas de materiais cirúrgicos

Justiça aceitou denúncia do Ministério Público, em Ribeirão Preto, contra empresário e dois comparsas; gravação mostra momento em que homens entram em prédio e, momentos depois, acontece uma explosão

| ACidadeON/Ribeirao


 
A Justiça aceitou uma denúncia do Ministério Público contra três homens suspeitos de atacar fábricas de materiais cirúrgicos em Ribeirão Preto.  

No documento, assinado pelo promotor Maurício Lins Ferraz, um empresário, dono de uma empresa de produtos odontológicos, é apontado como "mandante".  

Também é afirmado que "as motivações criminosas dos incêndios são decorrentes de desentendimentos comerciais entre o empresário e as vítimas, e sempre ocorreram após algum desentendimento no qual o empresário acusado saiu em desvantagem". A denúncia foi aceita pelo juiz Sylvio Ribeiro de Souza Neto, da 2ª Vara Criminal.  

A Polícia Civil usou as câmeras de segurança das fábricas para identificar os homens que colocaram que usavam os galões com gasolina pra atacar as empresas. Os dois homens identificados e o empresário, apontado como mandante, estão respondendo por incêndio criminoso.  

Os ataques causaram um prejuízo milionário aos empresários e alguns deles tiveram que fechar as empresas, gerando mais de 120 demissões na cidade.  

Um dos empresários, que mudou a empresa de cidade, falou à EPTV que espera justiça. "A gente quer, busca, espera que a justiça aí nos traga quem é realmente a pessoa que comprometeu todos os nossos negócios. Então por enquanto quem tá pagando somos nós né? Nós que pagamos tudo isso, as pessoas que foram demitidas, os órgãos públicos que ficaram sem equipamento. A sociedade no final tá pagando né?", lamenta o homem, que não quis ser identificado.   

Outro lado

A advogada que defende os três homens disse que as acusações não condizem com a realidade e que a verdade irá aparecer no decorrer do processo. 

Leia também 
Polícia investiga onda de ataques a empresas de materiais cirúrgicos

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Veja também