Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Em 2003, aluno atirou contra cinco colegas em escola de Taiúva

Ataque que deixou ao menos oito mortos em escola de Suzano nesta quarta-feira (13) lembrou moradores de Taiúva de ataque em 2003

| ACidadeON/Ribeirao

Aluno atacou colegas em escola em Taiúva em 2003 (Foto: Reprodução / EPTV)


O ataque que deixou ao menos oito mortos na escola estadual Professor Raul Brasil nesta quarta-feira (13) em Suzano, na região metropolitana de São Paulo, lembrou os moradores de Taiúva do dia em que um aluno atirou contra cinco colegas na Escola Estadual Benedito Ortiz em janeiro de 2003.

Alguns alunos faziam aulas de recuperação quando o aluno Edmar Aparecido de Freitas, de 18 anos, entrou na escola armado com um revólver calibre 38 e fez 15 disparos, acertando cinco estudantes, um zelador e a vice-diretora.

Nenhum deles morreu, mas um dos estudantes ficou paraplégico. Edmar se matou em seguida. "Eu lembro que escutei os barulhos, saí na rua pra ver e estava descendo uma menina que estudava na minha sala. Perguntei para ela o que aconteceu e ela desceu chorando. Foi bastante difícil, hoje lembrei disso", comenta a dona de casa Fabiana Francisco.

O professor Chico Berci, que trabalhava na escola na época, diz que ele escolheu os alvos em que ia atirar. "Ele passou perto de pessoas e não atirou nelas, por isso que eu falo que ele já tinha um alvo determinado".

As investigações apontaram que o jovem se revoltou porque sofria bullying. "Os adolescentes jamais podiam imaginar. Talvez poderia ser uma falha mais nossa por não ter percebido, não ter agido naquele momento, não dizer para os meninos não fazer isso", comenta o professor.

As vítimas processaram o Estado, que foi condenado a pagar indenizações. (Com EPTV)

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook