Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Obras na pista do Santos Dumont começam neste sábado (24) e afetam voos

Segundo a Infraero, as obras deverão durar ao menos 29 dias, com término previsto para o dia 21 de setembro

| FOLHAPRESS

Seis mil voos serão transferidos para o Galeão no período das obras (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - As obras de manutenção da pista principal do aeroporto Santos Dumont, localizado na zona central do Rio de Janeiro, começam neste sábado (24). Segundo a Infraero, estatal que administra o terminal doméstico, as obras deverão durar ao menos 29 dias, com término previsto para o dia 21 de setembro. 

Nesse período, quase todos os voos previstos para pousar ou decolar do aeroporto foram transferidos ao Galeão, na zona norte carioca, a cerca de 20 quilômetros de distância do Santos Dumont.As obras vão substituir todo o revestimento da pista principal do aeroporto - elas serão tocadas 24 horas em todos os sete dias da semana. A última reforma da pista ocorreu há dez anos. 

Para a Infraero, a nova pista vai garantir a plena segurança das operações pela próxima década segundo os marcos regulatórios da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).O intuito da obra é "oferecer melhora no contato entre os pneus das aeronaves com a pista molhada ou seca", disse a Infraero.  

Com 63 metros de comprimento e 12 metros de largura a menos que a pista principal, ela comporta apenas aviões menores.As três empresas aéreas que utilizam o Santos Dumont tiveram 45 dias para readequar a malha de voos. Alguns deles continuam no aeroporto, pois a pista auxiliar do terminal vai seguir funcionando.  

A Gol e a Latam transferiram todos seus voos para o Galeão e ajustaram os horários de suas operações. Também permitiram que o passageiro remarque a viagem sem custos ou receba o reembolso integral.Já a Azul vai continuar operando no aeroporto, mas apenas com destinos para Campos dos Goytacazes (RJ), São José dos Campos, Ribeirão Preto (SP) e Vitória (ES), este último apenas em setembro.  

Ao todo, serão nove voos diários pela companhia.A previsão inicial para início da reforma era no dia 12 de agosto, mas ajustes na pista secundária por exigência da Anac foram feitos antes que as obras maiores começassem."O fechamento da pista principal para as obras é necessário devido à complexidade da tecnologia aplicada ao pavimento: a camada porosa de atrito não permite emendas e, por isso, inviabiliza a realização dos trabalhos em períodos intercalados", informou a Infraero. 

As companhias aéreas não informaram quantos clientes e voos serão afetados, dizem apenas que estão comunicando todos sobre as mudanças. Esses números, porém, devem girar perto de 760 mil passageiros e 8.000 pousos e decolagens, dados de setembro do ano passado (mais atual) da Infraero.

Você pode ajudar o jornalismo sério

A missão do ACidade ON é fazer um jornalismo de qualidade e credibilidade. Levar informação confiável e relevante, ajudar a esclarecer e entender os fatos, sempre na busca de transformação. E o seu apoio é fundamental. Ajude-nos nessa missão para construir uma sociedade mais crítica e bem informada.

Apoie o bom jornalismo.

Já é assinante? Faça seu login.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários

Mais do ACidade ON