Aguarde...

cotidiano

Projeto Nove Aberta pode ter novas datas em novembro e dezembro

Mudança foi sugerida em reunião realizada nesta quinta-feira (10); prefeitura também estuda alterar horário e estender tamanho da ação

| ACidadeON/Ribeirao


O projeto "Rua Aberta: Nove de Julho" poderá ter novas datas nos próximos meses: 10 de novembro e 8 de dezembro. No dia em que a primeira edição foi realizada, o prefeito Duarte Nogueira (PSDB) anunciou nas redes sociais que a ação seria realizada todo último domingo do mês. Porém, a mudança foi sugerida em uma reunião realizada na tarde desta quinta-feira (10).

De acordo com Déborah Cavalcante, integrante do Movimento Ruas Vivas, participaram da reunião o prefeito e o vereador Marcos Papa (Rede), além dos representantes das secretarias municipais envolvidas e o Movimento Ruas Vivas.

A integrante afirma que após uma pesquisa realizada pelo movimento, que levantou que o evento seria melhor recebido no segundo domingo do mês, ficou acordado entre as partes que o fechamento da Nove de Julho ocorrerá nas novas datas. Porém, a prefeitura não confirma as novas datas (veja resposta abaixo).  

Durante a reunião, também foi sugerido que o evento passe a ser das 10h às 18h, para que mais atividades sejam incluídas. 

E o tamanho do evento também pode aumentar na próxima edição. Foi solicitado que o evento se estenda até a rua Amador Bueno, ao invés de até a rua Amador Bueno. A Transerp avaliará a possibilidade de ampliação do trecho. O movimento também elabora a criação de um projeto para tornar lei o programa "Rua Aberta" em Ribeirão Preto.  

Em nota, a prefeitura informou apenas que será marcada uma próxima reunião com os organizadores do Ruas Abertas e oportunamente esse assuntos serão decididos.  

Projeto piloto

Na primeira edição do evento, realizada no dia 29 de setembro, os paralelepípedos da avenida Nove de Julho tornaram-se palco de diversas atividades culturais e artísticas. A ação começou tímida, mas logo teve a avenida Nove de Julho, localizada no Centro de Ribeirão Preto, tomada pelos pedestres - de crianças a atletas e até idosos. 

A cena atípica, com a passagem de veículos impedida até às 15h, em comemoração ao encerramento da Semana da Mobilidade, chamou a atenção de quem visitava a região. Ao invés de trânsito, os paralelepípedos foram ocupados por grupos de música, teatro, exposições e até de capoeira.

Mais do ACidade ON