Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

Corredor de ônibus da Café ainda aguarda documentação ambiental

Obra na avenida da zona Oeste de Ribeirão Preto está orçada em R$ 14,8 milhões e, além dos corredores de ônibus, também deve ter ciclovia

| ACidadeON/Ribeirao

Em outubro, prefeitura teve de desmentir boato sobre corte de árvores na avenida do Café (Foto: Weber Sian/Arquivo A Cidade)
Prometida para ter início no fim de outubro, as obras de implantação dos corredores de ônibus da avenida do Café, na zona Oeste de Ribeirão Preto, ainda não começaram. De acordo com a prefeitura, ainda é aguardada a conclusão de parte da documentação para o início dos serviços.  

As obras de implantação dos corredores exclusivos para ônibus na avenida do Café estão orçadas em R$ 14,8 milhões. Em outubro, a secretaria de Obras Públicas chegou a anunciar que a construção começaria ainda na terceira semana daquele mês, já que a construtora DGB Engenharia já foi até contratada para tocar o serviço.  

Contudo, para que os trabalhos comecem ainda é necessário a conclusão da documentação referente as autorizações ambientais, só a partir daí que o serviço poderá começar. Em contato com a reportagem, a administração não informou quando a documentação deve estar pronta. 


Polêmica
 
Em outubro, a implantação dos corredores de ônibus da Café, que também contará com uma ciclovia, foi motivo de polêmica, isso porque, houve boatos sobre a possibilidade de retirada de árvores do canteiro central da avenida para que as obras sejam realizadas, o que foi desmentido pela administração municipal.  

Na ocasião, a prefeitura informou que só serão retiradas do lugar e plantadas em outros pontos, as árvores que estiverem em locais que dificultam o acesso de pessoas com deficiência ou para permitir a melhoria do passeio e ciclovia. Além disso, informa que há a previsão do plantio de 301 árvores por toda a extensão da avenida.  
 

Leia mais:
Prefeitura não vai extrair árvores da avenida do Café, em Ribeirão  
 

Outra obra que não começou  

Outra obra que ainda não teve início é a de construção de corredores de ônibus nas avenidas Dom Pedro I e Saudade. No cronograma inicial da prefeitura, essa deveria ser a primeira obra de construção de corredores de ônibus do programa Ribeirão Mobilidade que deveria começar a sair do papel.  

Contudo, a empresa vencedora da licitação foi desclassificada pela administração municipal, que teve de chamar outros concorrentes para questionar o interesse em tocar a obra. Agora, a licitação está em fase de interposição de recursos. 


Leia mais:
Obras de corredores de ônibus da D. Pedro I ainda não têm data de início  

Zona Norte será a primeira região a receber corredores exclusivos de ônibus  

Cronograma da prefeitura prevê um terço das ciclovias prometidas


Você pode ajudar o jornalismo sério

A missão do ACidade ON é fazer um jornalismo de qualidade e credibilidade. Levar informação confiável e relevante, ajudar a esclarecer e entender os fatos, sempre na busca de transformação. E o seu apoio é fundamental. Ajude-nos nessa missão para construir uma sociedade mais crítica e bem informada.

Apoie o bom jornalismo.

Já é assinante? Faça seu login.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON