Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

Procon quer fiscalizar qualidade do combustível em Ribeirão

Resolução foi encaminhada para aprovação da ANP (órgão competente); enquanto isso, veja como solicitar o teste de qualidade da gasolina pessoalmente

| ACidadeON/Ribeirao

Enquanto o termo de cooperação não é firmado, saiba o que é "teste de proveta" (Foto: Weber Sian/ACidade ON)
 

Além das questões rotineiras, relacionadas à precificação e validade dos produtos, o Procon de Ribeirão Preto quer fiscalizar a qualidade do combustível e regulamentação das bombas nos postos da cidade.  

Um termo de cooperação foi encaminhado para a ANP (Associação Nacional do Petróleo) há aproximadamente oito meses e já está em fase de aprovação administrativa. Caso seja autorizado, alguns protocolos poderão ser desburocratizados. Enquanto isso, confira dicas no final da matéria já regulamentadas, como o "teste de proveta".  

De acordo com o coordenador do órgão municipal, Feres Najam, o objetivo do projeto é treinar os agentes ribeirão-pretanos, adquirir as ferramentas necessárias e atuar de forma mais precisa, a partir das denúncias dos consumidores.  

"Hoje, o processo é mais lento. Funciona assim: nós recebemos as reclamações e encaminhamos um ofício para o Ipem [Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo], que é estadual, ou para a própria ANP, federal. Por isso, é mais demorado", explica.  

Essas duas entidades deflagraram a operação estadual Olhos de Lince, inclusive em Ribeirão, na última sexta-feira (10), a fim de combater fraudes.  

Um posto de combustível entre as ruas Florêncio de Abreu e Visconde de Inhaúma, no Centro da cidade, teve as bombas lacradas sob a suspeita de adulteração dos bicos. O estabelecimento permanece fechado.  

LEIA MAIS
Ipem lacra posto de combustível ao lado da Catedral de Ribeirão

Cuidado na hora de abastecer  

Enquanto o termo de cooperação entre o Procon de Ribeirão Preto e a ANP não é oficialmente firmado, há uma medida regulamentada que pode auxiliar os motoristas a tirarem dúvidas relacionadas a qualidade do combustível.  

Ainda segundo Feres, o "teste de proveta" pode ser solicitado em qualquer situação pelo próprio consumidor e realizado imediatamente, por meio do kit de equipamentos obrigatórios. O procedimento consiste na medição do percentual de etanol anidro misturado à gasolina.  

Para isso, é necessário que 50 ml de gasolina e 50 ml de água com sal de cozinha sejam misturados em uma proveta de 100 ml. Depois de 15 minutos de descanso, o resultado deve apontar ao menos 27% de etanol.  

"É um direito à informação, caso haja dúvida. Além disso, nós também recebemos as denúncias e encaminhamos todas elas para os órgãos responsáveis. Com a aprovação dessa resolução criada para Ribeirão, o atendimento certamente será mais rápido", finaliza o coordenador.  
 
ACidade ON questionou o setor de comunicação da ANP, nesta terça-feira (14), sobre o andamento do termo solicitado, mas, até a publicação desta matéria, não obteve retorno.  

Mais do ACidade ON